MASCARADOS DO BANDO ANUNCIADOR: A CULTURA FEIRENSE ATRAVÉS DE NARRATIVAS VISUAIS FOTOGRÁFICAS

Robson Bastos Amorim

Resumo


Esse trabalho tem o objetivo de desenvolver através do levantamento e estudo das fotografias do festejo do Bando Anunciador da festa de Nossa Senhora Santana, uma análise etnográfica que possibilite a provável identificação de traços de uma identidade feirense. Isto porque as descrições dos povos da região se pautam apenas nos descendentes europeus, excluindo os povos negros que habitavam anteriormente a região. Para essa abordagem etnográfica, utilizaremos um processo de fragmentação e observação dos símbolos nas imagens fotográficas, que irão apontar peculiaridades do festejo analisado, onde ocorram similaridades com outros movimentos de mascarados da Bahia que tenham forte influência dos povos de origem africana como o Zambiapunga das cidades de Taperoá, Valença, Nilo Peçanha e Cairú de origem dos povos bantus. Dessa maneira o presente estudo que tem como objeto central o Bando dos Mascarados, que contribui com um registro etnográfico, e na formação da identidade popular feirense face a cultura afro-brasileira presente no desenhar destes festejos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/asppdci.v1i13.4647

Apontamentos

  • Não há apontamentos.