CINEMA E O IMAGINÁRIO REPRESENTADO: ANÁLISE SORE A OBRA “ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS”

Rafaelle dos Santos Lima

Resumo


O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001. Este artigo apresenta uma análise da representação do imaginario na obra do cineasta americano Tim Burton. Para tanto, utilizamos como referência bibliográfica as posições de Manuel Barbeiro, no campo de discussão do Imaginário e Marcel Martin para discutir as especificidades do Cinema. Com a finalidade de qualificar a análise, diante da vasta filmografia de Burton, escolhemos como objeto central o filme “Alice no País das Maravilhas” (2010). O artigo debruça as posições dos autores sobre os personagens, discute a proeminênicia do cinema e para materialização do sonho através da representação do imaginário aplicado nas imagens cinematográficas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/asppdci.v1i13.4658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.