Diagramas na aprendizagem de projeto industrial em engenharia de alimentos

Pablo Rodrigo Fica Piras

Resumo


Sete estudantes desenvolveram, em uma disciplina conectada com a elaboração
do Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia de Alimentos, durante três
aulas semanais, o projeto de uma indústria e um serviço de alimentação vis-à-vis a representação visual de cada unidade em diagramas. Foram indagadas as
reflexões que cada diagrama (de blocos, de equipamentos, lay-out, de gasto
energético e isométrico de instalações) possibilitou no desenvolvimento de uma
estrutura industrial de beneficiamento de alimentos, em projetos de unidades de
produção de queijo recheado, pão sem glúten, polpa detox, vegetais minimamente processados, iogurte e queijo, floco de milho e alimentação fora do lar. Com número diferente de respostas para cada um, todas as avaliações da utilização de fluxogramas na concepção dos diferentes projetos em elaboração confirmaram o estímulo à antecipação do detalhamento e harmonização de detalhes industriais. Além da intervinculação entre diagramas, houve menções às percepções quepermitiram aproximar-se do projeto industrial,:a internalização ou externalização de etapas no processamento (fluxograma de blocos), as especificações de equipamentos (blocos e equipamentos), a identificação da natureza matricial das entradas e saídas (blocos e equipamentos), a necessidade de novos equipamentos (energia) e o transporte no processamento de grandes volumes de material (isométrico).


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/asppdci.v1i13.4662

Apontamentos

  • Não há apontamentos.