O Desenho Urbano como Instrumento de Preservação da Memória do Patrimônio Edificado

Elisângela Quieroz Veiga

Resumo


O artigo apresentado tem como finalidade abordar conceitos de memórias que
estão relacionados com os espaços que ocupamos e nos quais imprimimos nossas
experiências, bem como a importância do reconhecimento da materialidade
como suporte para a convalidação da memória coletiva de fatos importantes da
história. Sendo realizadas, ainda, pontuações sobre a aplicabilidade do desenho
urbano nas cidades históricas, admitindo o caso particular da cidade de Cachoeira,
no Recôncavo Baiano.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/asppdci.v1i13.4670

Apontamentos

  • Não há apontamentos.