DESENHANDO GRIDS: RETORNANDO À TEORIA; REDESCOBRINDO A PRÁTICA

Jefferson Silva Lima

Resumo


Neste artigo, reafirmam-se fundamentos teóricos e princípios práticos para o uso de “grids” no projeto de produtos gráficos. Destaca-se a função técnica de grids para a obtenção de variedade e harmonia de proporções, seja para a hierarquização de informações, seja pela multiplicidade de composições dadas aos vários elementos gráficos. Compreende-se grid por aquele traçado uniforme e regulador que orienta rápida e eficientemente a composição de elementos gráficos, i.e., texto, ilustrações, referências etc. Mesmo com advento da gráfica-computacional, o tema grids sempre retorna com força intelecto-criativa, seja através de livros, seja em calorosas discussões sobre o uso ou não uso de malhas gráficas. O debate se torna pertinente à medida que aqui é admitido que há ainda significativo desconhecimento sobre o uso desse método clássico do Design Gráfico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/asppdci.v0i14.5036

Apontamentos

  • Não há apontamentos.