Quando contar histórias ultrapassa os muros da universidade: mostra performática sobre contos de esperança

Maria Cláudia Silva do Carmo, Karine Cerqueira dos Santos

Resumo


Neste texto apresentamos a experiência formativa acerca da contação de histórias para além dos muros da Universidade Estadual de Feira de Santana- UEFS, Bahia, via componente curricular "Formação de Contadores de Histórias: conta comigo!" (EDU 925), componente curricular ofertado pelo Departamento de Educação da UEFS em parceria com os Colegiados de Música e Letras, ministrado pela professora Maria Cláudia Silva do Carmo, no semestre 2017.2 para estudantes dos cursos de licenciatura em Pedagogia, Letras, Música e o curso de Psicologia da UEFS. O referido componente curricular objetiva possibilitar estudos sobre os fundamentos da Arte de Contar Histórias em diálogo com os sentidos culturais, educacionais e terapêuticos dos contos de tradição oral e da contação no processo formativo dos estudantes articulando aos conhecimentos básicos acerca da voz falada e cantada. Trata-se, portanto de uma experiência no campo do ensino, pesquisa e extensão no tocante a formação do contador de histórias mediado pelos sentidos, memórias de afetos e pela imaginação produzidos pelos diferentes protagonistas, transbordando os muros da universidade. O texto tem como base teórica os estudos de Matos (2005, 2018), Busatto (2003), Souza (2018), Benjamim (1994), os quais compreendem a arte de narrar como milenar que se dá no sujeito que conta e de quem ouve. É imprescindível que essa arte ultrapasse os muros da Universidade, rompam as barreiras historicamente impostas entre formação acadêmica e práticas profissionais, e assim, provoquem os estudantes em formação, a sair da universidade, assumindo-se como protagonistas desse processo. Por meio dos fundamentos da narração oral, os estudantes assumem o papel de protagonistas, ao discutirem e reflexionarem sobre a importância da memória de afetos no tocante a salvaguarda da tradição oral, assim como as narrativas orais que dizem respeito as suas itinerâncias de história de vida.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197-221.

BUSATTO, C. Contar e Encantar: pequenos segredos da narrativa. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2003C.

MACEDO, R. S. Atos de Currículo e Autonomia Pedagógica: o socioconstrutivismo curricular em perspectiva. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

_______________. A teoria Etnoconstitutiva de currículo: teoria-ação e sistema curricular formacional. Curitiba: CRV, 2016.

MATOS, G. A., SORSY, I. O ofício do contador de histórias. São Paulo, Martins Fontes, 2005.

MATOS, G. A. A palavra do contador de histórias: sua dimensão educativa na contemporaneidade. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

NÓBREGA, N. G. da. Bibliotecas: vozes silenciadas? In: Contadores de Histórias: um exercício para muitas vozes. (Org.) PRIETO, B. Rio de Janeiro: S/Ed, 2011.

SANT’ANA, A. R. Contação de Estória: vida e realidade. In: Contadores de Histórias: um exercício para muitas vozes. (Org.) PRIETO, B. Rio de Janeiro: S/Ed, 2011.

SCHERMACK, K. de Q. A contação de histórias como arte performática na era digital: convivência em mundos de encantamento. In: Revista Digital Intersemiose. Ano I, vol. 01, n. 01. Jan/jul 2012.

SISTO, C. Textos e pretextos sobre a arte de contar histórias. Chapecó: Argos, 2012.

TAHAN, M. A arte de ler e contar histórias. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Conquista, 1961.

NASCENTES, Antenor. Dicionário etimológico da língua portuguesa. Rio de Janeiro, 1966.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v21i2.5809

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973