OS INQUIETANTES E INSÓLITOS ANJOS LATINO-AMERICANOS

Autores

  • Marisa Martins Gama-Khalil Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.13102/cl.v15i1.1422

Resumo

O artigo tem como proposta a discussão da noção de real maravilhoso, uma das vertentes da literatura fantástica, por intermédio da análise de dois contos de autores latino-americanos: “Um senhor muito velho com umas asas enormes”, de Gabriel García Márquez, e “Um moço muito bran- co”, de João Guimarães Rosa.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Referências

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaio sobre a imaginação da ma- téria. Trad. Antonio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BACHELARD, Gaston. A psicanálise do fogo. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BESSIÈRE, Irene. El relato fantástico: forma mixta de caso y adivinanza. In: ROAS, David. (Org.). Teorías de lo fantástico. Madrid: Arco/Libros S.L., 2001, p. 83-104.

CARPENTIER, Alejo. O barroco e o real maravilhoso; Do real maravilhoso a- mericano. In: A literatura do maravilhoso. Trad. Rubia Moldoni; Sérgio Moli- na. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais; Edições Vértice, 1987, p. 109- 142.

CARPENTIER, Alejo. Prólogo. In: O reino deste mundo. Trad. Marcelo Tápia. São Paulo: Martins Fontes, 2009, p. 7-12.

CESERANI, Remo. Procedimentos formais e sistemas temáticos do fantástico. In: O fantástico. Trad. Nilton Tripadalli. Curitiba: Ed. UFPR, 2006, p. 67-88.

CHEVALIER, Jean, GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Trad. Vera da Costa e silva et al. 2 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1990.

CHIAMPI, Irlemar. O realismo maravilhoso. São Paulo: Perspectiva, 1980.

CHKLÓVSKI, Vítor. A arte como procedimento.In: EIKHENBAUN et al. Teoria da literatura. Formalistas russos. Trad. Ana Mariza Ribeiro Filipousk et al. Porto Alegre: Globo, 1978, p. 39-56.

ESTEVES, Antonio Roberto; FIGUEIREDO, Eurídice. Realismo mágico e Realis- mo maravilhoso. In: FIGUEIREDO, Eurídice. Conceitos de literatura e cultura. Niterói; Juiz de Fora: EDUFF, EDUFJF, 2010, p. 393-414.

FECHNER, Gustav T. Da anatomia comparada dos anjos. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34, 1998.

FREUD, Sigmund. O inquietante. In: História de uma neurose infantil (O ho- mem dos lobos): além do princípio do prazer e outros textos. Trad. Paulo Cé- sar de Souza. São Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 328-376.

FURTADO, Filipe. Fantástico: modo. Disponível em: <http://www.edtl.com. pt>. Acesso em: jun. 2011.

JOSEF, Bella. A máscara e o enigma: a modernidade da representação à transgressão. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1986.

JOSEF, Bella. Uma metáfora da realidade. In: O espaço reconquistado: uma releitura — linguagem e criação no romance hispano-americano contempo- râneo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993, p. 169-187.

KRISTEVA, Julia. Estrangeiros para nós mesmos. Trad. Maria Carlota Carvalho Gomes. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

MÁRQUEZ, Gabriel García. Um senhor muito velho com umas asas enormes. In: A incrível história de Cândida Eréndira e sua avó desalmada. Trad. Remy Gorja Filho. São Paulo: Círculo do Livro, [s.d.], p. 9-18.

ROSA, João Guimarães. Um moço muito branco. In: Primeiras estórias. Rio de Janeiro: J. Olympio Ed., 1972, p. 99-104.

SILVEIRA, Nubia. Julio Cortázar, um homem amável que gostava de escrever cartas. Disponível em: <http://www.sul21.com.br/jornal/2011/07>. Acesso em: dez. 2012.

TODOROV, Tzvetan. Definição do fantástico. In: Introdução à literatura fan- tástica. Trad. Maria Clara Correa Castello. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2004, p. 29-46.

Downloads

Publicado

2017-02-13

Como Citar

Gama-Khalil, M. M. (2017). OS INQUIETANTES E INSÓLITOS ANJOS LATINO-AMERICANOS. A Cor Das Letras, 15(1), 119–138. https://doi.org/10.13102/cl.v15i1.1422