O INSÓLITO NA OBRA DE JOÃO GILBERTO NOLL OU O APRENDIZADO DA TRANSGRESSÃO

Autores

  • Shirley de Souza Gomes Carreira Carreira Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.13102/cl.v15i1.1424

Resumo

Na literatura brasileira contemporânea, há autores que incorporam aos seus textos acontecimentos insólitos que devem ser observados à luz das teorias relativas ao insólito ficcional. Este trabalho tem por objetivo analisar  o insólito na obra de João Gilberto Noll, de modo a comprovar que a sua presença nos textos do autor constitui uma via para transgressões que operam não apenas no âmbito da diegese, mas também na arquitetura do texto.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Referências

BAUMAN, Zigmunt. Modernidade liquída. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janei- ro: Zahar, 2001.

BUTLER, Judith. Gender Trouble: Feminism and the Subversion of Identity. London: Routledge, 1990.

BRESSANE, Ronaldo. Em busca da obra em aberto. [Entrevista]. Revista A. 2000. Disponível em: <http://www.joaogilbertonoll.com.br/entrevista_revis ta_a.htm>. Acesso em: 12 out. 2004.

CARREIRA, Shirley S. G. A céu aberto: a poética da transgressão. Lucero, Ber- keley, University of California, v. 11, p. 42-51, 2000.

CARREIRA, Shirley S. G. A identidade traduzida em Lorde, de João Gilberto Noll. Revista Eletrônica do Instituto de Humanidades, Duque de Caxias, UNIGRANRIO, v. 5, n. 20, p. 72-88, jan.-mar. 2007. Acesso em: 22 dez. 2013.

CARREIRA, Shirley S. G. As relações entre o insólito e os leitores empírico e virtual. Revista Eletrônica do Instituto de Humanidades. Duque de Caxias, UNIGRANRIO, v. 8, n. 31, p. 13-29, out./dez. 2009. Disponível em:

<http://publicacoes.unigranrio.edu.br/index.php/reihm/article/viewFile/895

/578>. Acesso em: 21 set. 2010.

ECO, Umberto. Obra aberta. 8. ed. São Paulo: Perspectiva, 1991.

ECO, Umberto. Lector in fabula. A cooperação interpretativa nos textos nar- rativos, trad. de Attílio Cancian. São Paulo: Perspectiva, 1986.

ECO, Umberto. Sobre os espelhos e outros ensaios. Trad. Beatriz Borges. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1989.

ECO, Umberto. The role of the reader: explorations in the semiotics of texts: Explorations in the Semiotics of Texts. Bloomington: Indiana University Press, 1979.

ECO, Umberto. Interpretação e superinterpretação. São Paulo: Martins Fon- tes, 1997.

ECO, Umberto. Os Limites da interpretação. Lisboa: Difel, 1992.

ECO, Umberto. Seis passeios pelos bosques da recepção. São Paulo, Cia das Letras, 1994.

GARCÍA, Flavio. Discursos fantásticos de Mia Couto— mergulhos em narrati- vas curtas e de média extensão em que se manifesta o insólito ficcional. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2013.

GARCÍA, Flavio; MOTTA, Marcus Alexandre. O insólito e seu duplo. Rio de Ja- neiro: UERJ, 2009.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva. Rio de Janeiro: DP&A, 1991.

NOLL, João Gilberto. Acenos e afagos. Rio de Janeiro: Record, 2008.

NOLL, João Gilberto. A céu aberto. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. NOLL, João Gilberto. A máquina de ser. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006. NOLL, João Gilberto. Lorde.

JIMENEZ, Michele de Oliveira; MACHADO E SILVA, Regina Coeli. Sexualidade

e identidades conflitantes em Acenos e Afagos, de João Gilberto Noll, Terra roxa e outras terras, v. 18 (out. 2010), p. 26-37. Disponível em: http://www.uel.br/pos/letras/terraroxa. Acesso em: 8 jan. 2014.

ROYLE, Nicholas. The uncanny. Manchester: Manchester University Press, 2003.

SILVA, Luciana Morais da. Novas insólitas veredas: leitura de a varanda do frangipani, de Mia Couto, pelas sendas do fantástico. Rio de Janeiro: Dialo- garts, 2013.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. São Paulo: Perspecti- va,1975.

TRIGO, Luciano. João Gilberto Noll: “Na minha literatura acesso insólitas figu- rações carnais”. Revista Continente online, 1 nov. 2006. Disponível em: http://www.revistacontinente.com.br/index.php/component/content/article

/2349.html. Acesso em: 8 jan. 2014.

WOOLF, Virginia. Orlando: A Biography. London: Penguin Books, 1993 [1928].

Downloads

Publicado

2017-02-13

Como Citar

Carreira, S. de S. G. C. (2017). O INSÓLITO NA OBRA DE JOÃO GILBERTO NOLL OU O APRENDIZADO DA TRANSGRESSÃO. A Cor Das Letras, 15(1), 155–168. https://doi.org/10.13102/cl.v15i1.1424