UTOPIA E MESSIANISMO NA LITERATURA HISPANO-AMERICANA COLONIAL

Rogério Mendes Coelho

Resumo


O presente trabalho apresenta o estudo de uma das configurações discursivas
mais emblemáticas que descreveram as realidades americanas durante
o período colonial: os relatos de Cristobal Colón. O foco do presente artigo consiste
na problematização dos escritos do navegador não apenas como discursos
de fundação do espaço americano, onde perspectivas como história e ficção; imitação e desvio se confundem, estabelecendo as bases interpretativas das realidades americanas, mas, sobretudo, o desenvolvimento da imaginação como importante instrumento, tanto para fundamentar a base do pensamento político
moderno quanto para fundamentar o processo de formação das sociedades
americanas no século XVI.


Texto completo:

PDF

Referências


AINSA, Fernando. De la Edad de Oro al El Dorado. Génesis del Discurso Utópico Americano. México:

FCE, 1992.

BACHELARD, Gaston. A poética do espaço. Trad. Antonio da Costa Leal; Lídia do Valle Santos

Leal. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

COLÓN, Cristobal. Los Cuatro Viajes del Almirante y su Testamento. Disponível em: http://

www.cervantesvirtual.com/servelet/sirveobras/50362733173581464260046/index.htm_. Acesso

em: 10 jun. 2003.

COLÓN, Cristobal. Libro de las Profecías. Juan Fernández Valverde (Org.). Madrid: Alianza Editorial;

Sevilla: Universidad de Sevilla, 1992.

CORDIVIOLA, Alfredo. Um mundo singular. Imaginação, memória e conflito na literatura hispano-

americana do século XVI. Recife: PPGL/UFPE, 2005.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. Trad. Póla Civelli. São Paulo: Perspectiva, 2004.

ELLIOTT, Jonh H. El Viejo Mundo y el Nuevo (1492-1650). Madrid: Alianza Editorial, 2000.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. Uma arqueologia das ciências humanas. Trad. Salma

Tannus Muchail. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. In: SANTIAGO, Silviano. (Org.). Intérpretes do Brasil, t. 2. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2002.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso: os motivos edênicos no descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1996.

LÓPEZ, Juan Ignácio Jurado-Centurión. A forja da identidade através da literatura colonial dos séculos xvi e xvi: navegantes, cronistas e religiosos no Novo Mundo. Dissertação de Mestrado

orientada pelo Professor Dr. Alfredo Cordiviola (UFPE) e apresentada ao Departamento de Pós-

Graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 2006.

O’GORMAN, Edmundo. Invenção da América. Trad. Ana Maria Martinez; Manoel Lelo Bellotto. São Paulo: UNESP, 1992.

THEODORE, Janice. América barroca. São Paulo: Nova Fronteira/EdUSP, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v10i1.1526

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973