CHARLES SIMIC’S “THE WORLD DOESN’T END”: PROSE POEMS

Maysa Cristina S. Dourado

Resumo


Charles Simic saiu da Iugoslávia para os Estados Unidos aos dezesseis anos de idade. Desde os 21 é um autor e tradutor conceituado. Em 1990, ganhou o Pulitzer Prize for Poetry, pelo livro The World Doesn’t End. Este ano foi aclamado com o título de Poeta Laureado dos Estados Unidos. O objetivo deste artigo é analisar alguns dos poemas em prosa de Simic, no intuito de verificar de que maneira ele justapõe eventos históricos, imagens surreais, mitos e folclore para descrever sua experiência na Europa, durante a Segunda Guerra Mundial.


Texto completo:

PDF (English)

Referências


CORBETT, W. Charles Simic. Poets and Writes, p. 30-5, May-June 1996.

EDSON, E. Portrait of the Writer as a Fat Man. In: Claims for Poetry. Ed. Donald Hall. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 1982: 321-325.

LORBERER, E. Disponível em: http: /www.raintaxi.com/prosepoem.htm.

SIMIC, C. Wonderful Words, Silent Truth: Essays on Poetry and a Memoir. Ann Harbor: The University of Michigan, 1994.

SIMIC, C. The Uncertainty Certainty: Interviews, Essays and Notes on Poetry. Ann Harbor: The University of Michigan Press, 1995.

SIMIC, C. The World Doesn’t End: Prose Poems. New York: Harcourt Brace Jovanovich, 1989.

THE HOLY BIBLE. Revelation 12,5. New Testament. Michigan: Zondervan Publishing House, 1984.

WEIGL, B. (Ed.). Charles Simic: Essays on the Poetry. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 1996, p. 208-225.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v9i1.1550

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973