A coruja como símbolo de morte em “as corujas” de Moreira Campos

Adelannia Chaves Dantas, Manoel Freire

Resumo


O presente trabalho é resultado de um estudo sobre a obra de Moreira Campos, no qual se faz uma análise da coruja que simboliza a morte, observando que a simbologia ligada a ela vem sendo criada no decorrer dos séculos, influenciando direta ou indiretamente o folclore brasileiro. As formas como a morte se configura no conto do escritor cearense constitui o foco deste estudo, ressaltando-se como símbolo de morte a coruja (anunciadora da morte). Nesse sentido, procura-se relacionar os aspectos simbólicos dos animais e da morte nos contos, aprofundando-se nos estudos sobre os misticismos, os símbolos e as crenças populares.

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, Otacílio. Agágios, meizinhas e superstições. Fortaleza: Gráfica Henriqueta Galeno LTDA, 1969.

AZEVEDO, Sânzio de. Literatura cearense. Fortaleza: Academia Cearense de Letras, 1976.

______. Moreira Campos e a arte do conto. In: CAMPOS, Moreira. Obra completa: contos – vol. 1. Organização de Natércia Campos. São Paulo: Maltese, 1996.

BOSI, Alfredo. O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cultrix, 2008.

CAMPOS, Moreira. O puxador de terço. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1969.

CASCUDO, Luís da Câmara. Folclore do Brasil. Rio de Janeiro: Fundo de cultura, 1967.

_______. Dicionário do Folclore Brasileiro. 8. ed. São Paulo: Global, 2000.

CHEVALIER, Jean; GHERBRANT, Alain, com a colaboração de: André Barbault,... [et al.]. Dicionário de Símbolos: (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). [Tradução Vera da Costa e Silva... [et al.]]. 24. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2009.

DURAND, Gilbert. “As faces do tempo”, In: ______. As estruturas antropológicas do imaginário. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

ELIADE, Mircea. Imagens e símbolos. Tradução de Maria Adozinda Oliveira Soares. Lisboa: Editora Arcádia, 1952.

FERREIRA, Ermelinda. Metáfora animal: a representação do outro na literatura. Estudos de literatura brasileira contemporânea. Brasília, DF, n. 26, p. 119-135, jul./dez. 2005.

FILHO, Linhares. Alguns contos de Moreira Campos. In: CAMPOS, Moreira. 10 contos escolhidos. Brasília: INL, 1981.

GOTLIB, Nadia Battella. Teoria do Conto. 11. ed. São Paulo: ática, 2006.

______. Teoria do Conto. 10. ed. São Paulo: ática, 2000.

ICAS. History. Disponível em

MENQ, William. Corujas: entre lendas, mitos, deuses e demônios. (publicação online) Aves de Rapina, 2013. Disponível em: Acesso em 20 Fev. 2014 às 13h 20min.

MOISÉS, Massaud. A criação literária: prosa I. 20. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

MONTEIRO, José Lemos. O discurso literário de Moreira Campos. Fortaleza: Edições UFC, 1980.

MONTENEGRO, Braga. Correio retardado: estudos da estética literária. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1966.

MORIN, Edgar. O homem e a morte. Traduzido por João guerreiro. Portugal: publicações Europa e América, 1970.

QUEIROZ, Rachel de. Prefácio. In: CAMPOS, Moreira. Obra completa: contos – vol. 1. Organização de Natércia Campos. São Paulo: Maltese, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v18i1.1614

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Universidade Estadual de Feira de Santana

 

 

 Licença Creative Commons

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.