O PEPP e os estudos sobre o português de Salvador

Autores

  • Norma da Silva Lopes UNEB

DOI:

https://doi.org/10.13102/cl.v19i4Especial.2857

Resumo

Este artigo trata do acervo de fala intitulado Programa de Estudos sobre o Português Popular de Salvador, o PEPP (LOPES; SOUZA; SOUZA, 2009), muito utilizado por pesquisadores baianos, para o estudo do português de Salvador. O referido acervo foi constituído de início para servir de corpus para três teses de doutorado, na época em realização na Universidade Federal da Bahia. O PEPP se guiou pelas orientações de entrevista sociolinguística (LABOV, 2008[1972]). Esse texto objetiva, primeiramente, (1) apresentar os fundamentos teóricos do acervo PEPP já constituído, o PEPP 1; (2) caracterizar o PEPP 1, seus objetivos e pesquisadores responsáveis; (3) expor dados sobre sua composição: número de faixas etárias, escolaridades e gêneros, metodologia das entrevistas, etc; (4) listar alguns estudos com base nos dados do PEPP e (5) discutir a importância e representativa do PEPP no contexto dos estudos sociolinguísticos na Bahia. No presente momento, o PEPP 2 está em fase de planejamento, duas décadas depois, buscando colocar à disposição um novo acervo que dê margem a estudos em duas sincronias em análises sociolinguísticas diversas. Além da caracterização do PEPP 1, este artigo pretende apresentar o que se planeja como PEPP 2 e como esse acervo deve se caracterizar. Dessa forma, este texto objetiva colocar a proposta do PEPP 2 em discussão/apreciação pela comunidade científica da área, para possibilitar sugestões para que o PEPP possa dar sua contribuição para os estudos atuais sobre o português brasileiro.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Referências

ECKERT, P. Three waves of variation study: the emergence of meaning in the study of sociolinguistic variation. Annual Review of Anthropology, Palo Alto, n.41, p.87-100, 2012.

FREITAG, Raquel Meister Ko. Bancos de dados sociolinguísticos do português brasileiro e os estudos de terceira onda: potencialidades e limitações. Alfa, São Paulo, 56 (3): 917-944, 2012.

GUY, Gregory. A identidade linguística da comunidade de fala: paralelismo interdialetal nos padrões de variação linguística. Organon. v. 14, n. 28-29, p. 1-2, (2000). Acesso em 4/11/2017.

LABOV, William. Padrões sociolinguísticos. Trad. de Marcos Bagno, Maria Marta Pereira Scherre e Caroline R. Cardoso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

LOPES, Norma; SOUZA, Constância; SOUZA, Emília Helena. A fala popular de Salvador: PEPP. Salvador: Quarteto, 2009.

Downloads

Publicado

2018-03-07

Como Citar

Lopes, N. da S. (2018). O PEPP e os estudos sobre o português de Salvador. A Cor Das Letras, 19(4Especial), 23–39. https://doi.org/10.13102/cl.v19i4Especial.2857