Aprendizagem da leitura: preditores emergentes na pré-escola

Márcia Regina Melchior Landim, Onici Claro Flôres

Resumo


A criança começa a desenvolver habilidades leitoras e de escrita antes do processo de alfabetização promovido pela escola. Compreender essa aprendizagem precedente e a sua evolução possibilita, entre outras coisas, identificar - na pré-escola - que habilidades são capazes de predizer o desempenho futuro. Dessa forma, através do presente ensaio propõe-se apontar algumas estratégias que pais e professores de Pré-Escola podem utilizar a fim de favorecer a aprendizagem inicial da leitura, prestando-se tais estratégias a servir de andaimes para o desempenho proficiente em leitura e escrita posterior. Para tanto se faz uma revisão da literatura pertinente ao tema, sobretudo, em neurociências e a ela se reúne a experiência docente da pesquisadora proponente do tema focalizado.


Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, A. P. Aprendizagem infantil: uma abordagem da neurociência, economia e psicologia cognitiva / Aloísio Pessoa de Araújo, coordenador. – Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Ciências, 2011.

BRYANT,P.; GOSWAMI, U. Beyond grápeme-phoneme correspondence. Cahiers de Psychologie Cognitive – European Bulletin of CognitivePsychology, v.7, p.439-443.

CAPOVILLA, A. G. S., & CAPOVILLA, F. C. (2003). Alfabetização: Método fônico. São Paulo: Memmon.

CARDOSO-MARTINS, C. (1995). Consciência fonológica e alfabetização. Petrópolis: Vozes.

CARDOSO, C. V.; MOTA, M. M. P. E. Home-Literacy e os precursores da alfabetização. In: Estudos e pesquisa em Psicologia - Instituto de Psicologia da UERJ - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. v.15, n.2 (2015). Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revispsi/issue/view/1050

DEHAENE, S. Os neurônios da leitura: como a ciência explica a nossa capacidade de ler. Tradução: Leonor Scliar-Cabral. Porto Alegre: Penso, 2012.

HULME, C. Reading retardation and multi-sensory teaching. London: Routledge & Keegan Paul, 1981.

HULME, C.; BRADLEY, L.. An experimental study of multisensory teaching with normal and retarded readers. In R. Malatesha & H. Whitaker (Eds.), Dyslexia: A global issue. The Hague: Martinus Nijhoff, 1984.

HULME, C; MONK, A.; IVES, S. Some experiential studies of multi-sensory teaching: The effects of manual tracing on children’s paired associated learning. British Journal of Developmental Psychology, 5, 299-307, 1987.

ISCOA, J.A. El alprendizaje de la lectura y sus dificultades: um enfoque psicolinguístico. In: TREVISAN, A.; MOSQUERA, J.J.M.; PEREIRA, V.M. (Orgs.). Alfabetização e cognição. Porto Alegre: EDIPUC, 2011.

GUIMARÃES, S. R. K. (2005). Aprendizagem da leitura e da escrita: O papel das habilidades metalinguísticas. São Paulo: Vetor.

LANDIM, M. R. M. Compreensão leitora: possibilidades de avaliação ao término do ciclo de alfabetização. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade de Santa Cruz do Sul, 2017.

MALUF, M. R. (2010). Do conhecimento implícito à consciência metalinguística indispensável na alfabetização. In S. R. K. Guimarães, & M. R. Maluf (Eds.). Aprendizagem da linguagem escrita: Contribuições de pesquisa, coleção psicologia da linguagem (pp. 17-32). São Paulo: Vetor.

MORAIS, J. Criar leitores: para professores e educadores. Barueri-São Paulo: Minha Editora, 2013.

_________. Alfabetizar para Democracia. Porto Alegre: Penso, 2014.

NAVAS, A. L. G. P. et al. Avanços no conhecimento do processamento da fluência em leitura: da palavra ao texto. In: Revista Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, 2009, p.553-559.

OLIVEIRA, J.B.A. ABC do alfabetizador. 5ª ed. Belo Horizonte: Alfa Educativa, 2007.

REIS, A.; FAÍSCA, L.; CASTRO, S. L.; PETERSSON, K. M. Preditores da leitura ao longo da escolaridade: alterações dinâmicas no papel da consciência fonológica e da nomeação rápida, Trabalho apresentado em VII Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia, In: Livro de Resumos do VII Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia, Braga, 2010.

SCLIAR-CABRAL, L. Pela melhoria da qualidade na alfabetização. Rev. Estudos Legislativos, Porto Alegre, ano 9, n. 9, p. 21-38, 2015.

_________________ Sistema Scliar de alfabetização: Fundamentos. Florianópolis: Ed. Lili, 2013.

SEYMOUR, P. H. K.; ARO, M.; ERSKINE, J. M. Foundation literacy acquisition in European orthographies. British Journal of Psychology, 94, 143–174, 2003.

SÉNÉCHAL, M., LeFEVRE, J., Thomas, E., & DALEY, K (1998). Differential effects of home-literacy experiences on the development of oral and written language. Reading Research Quarterly, 33, 96-116.

SIQUEIRA, M.; ZIMMER, M. C. Aspectos linguísticos e cognitivos da leitura. In: Revista de Letras, nº 28 – v. ½ - jan./dez. 2006.

SNOWLING, M.; HULME, C. A ciência da leitura. Porto Alegre: Penso, 2013.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. São Paulo: contexto, 2017.

STANOVICH, K. E. Matthew effects in reading: Some consequences of individual differences in the acquisition of literacy. In: Reading Research Quaterly. Outono de 1986.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v19i3.3482

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973