EDGAR ALLAN POE: UM POETA AUTOSSIMBÓLICO.

Sarug Dagir Ribeiro, Fábio Roberto Rodrigues Belo

Resumo


Por meio da análise de trechos de alguns contos e do exame da psicobiografia de Poe, aquela realizada pela psicanalista francesa Marie Bonaparte, constatar-se-á que os mecanismos que presidem a transformação dos pensamentos do poeta americano em imagens são semelhantes aos mecanismos de formação dos sonhos. Assim, a criação literária de Poe revela sob o modo fictício a satisfação dos seus desejos infantis, arcaicos e inconscientes. Essa trajetória abre caminho para se pensar tanto no caráter imagético dos seus textos ficcionais como também circunscreve a sua psicobiografia como um estudo que abre caminho para se pensar o estatuto do inconsciente no transvasamento do conteúdo de um pensamento em imagens visuais no trabalho de elaboração literária.  


Texto completo:

PDF

Referências


AMOUROUX, Rémy. "Marie Bonaparte e os meios literários". In: _________. Marie Bonaparte: entre biologie et freudisme. Rennes: Presses Universitaires de Rennes, 2012.

BACHELARD, Gaston. L'eau et les rêves: essai d'imagination sur la matière. Paris: Librairie José Corti, 1942.

BERTIN, Célia. A última Bonaparte. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

BONAPARTE, Marie. Edgar Poe, sa vie son oeuvre, étude psychanalytique. La vie et ses poèmes, 1 vol. Paris: Presses Universitaires de France, 1933a.

_________. Edgar Poe, sa vie son oeuvre, étude psychanalytique. Les contes: les cycles de la mère, 2 vol. Paris: Presses Universitaires de France, 1933b.

_________. "La structure psychique d'Edgar Poe". L'hygiène mentale, Paris, vol. 28, p. 193-201, 1933c.

_________. Edgar Poe, sa vie son oeuvre, étude psychanalytique. Les contes: les cycles du père Poe et l'âme humaine, 3 vol. Paris: Presses Universitaires de France, 1958.

_________. "De l'élaboration et de la fonction de l'oeuvre littéraire". Revue Française de Psychanalyse, Paris, vol. 5, n. 4, p. 649-683, 1932a.

_________. "Le scarabée d'or d'Edgar Poe". Revue Française de Psychanalyse, Paris, vol. 5, n. 2, p. 275-293, 1932b.

_________. "La structure psychique d'Edgar Poe". L'hygiène mentale, Paris, vol. 28, p. 193-201, 1933c.

_________. "L´Identification d´une fille à sa mère morte". In: _________. Psychanalyse et anthropologie. Paris: Presses Universitaires de France, p. 88-108, 1952a.

_________. "Deuil, nécrophilie et sadisme". In: _________. Psychanalyse et anthropologie. Paris: Presses Universitaires de France, p. 112-128, 1952b.

BOTTMANN, Denise. "Alguns aspectos da presença de Edgar Allan Poe no Brasil". Tradução em Revista, São Paulo, vol. 1, p. 01-19, 2010.

BOURGERON, Jean-Pierre. Marie Bonaparte. Paris: Presses Universitaires de France, 1997.

FREUD, Sigmund. "Avant-Propos". In: BONAPARTE, M. Edgar Poe, sa vie son oeuvre, étude psychanalytique. La vie et ses poèmes, 1 vol. Paris: Presses Universitaires de France, 1933.

_________. A interpretação dos sonhos. Tradução do alemão de Renato Zwick. Porto Alegre, L&PM, 2017. (Trabalho original publicado em 1900).

_________. O inconsciente. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. (J. Salomão, trad.,Vol. 14, pp. 191-239). Rio de Janeiro: Imago, 1980. ( Trabalho original publicado em 1915).

_________. O delírio e os sonhos na Gradiva de W. Jesen. In: _________. Obras completas. (P. C. de Souza, trad., Vol. 8, pp 13-122) São Paulo: Companhia das Letras, 2015. (Trabalho original publicado em 1907).

_________. Leonardo da Vinci e uma lembrança de sua infância. In: _________. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (L. Salomão, trad., Vol. 11, pp 56-126) Rio de Janeiro: Imago, 1980. (Trabalho original publicado em 1910).

_________. Notas psicanalíticas sobre um relato autobiográfico de um caso de paranóia (Caso Schreber). In: _________. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (J. Salomão, trad.,Vol. 12, pp. 81-104). Rio de Janeiro: Imago, 1974. (Trabalho original publicado em 1911).

In: _________. Sobre as teorias sexuais infantis. In: _________. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (J. Salomão, trad., vol. 9, pp. 213-232). Rio de Janeiro: Imago, 1976. (Trabalho original publicado em 1908).

_________. As transformações do instinto exemplificadas no erotismo anal. In: _________. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (J. Salomão, trad., vol. 17, pp. 157-166). Rio de Janeiro: Imago, 1980. (Trabalho original publicado em 1917).

_________. Algumas conseqüências psíquicas da distinção anatômica entre os sexo. In: _________. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. (J. Salomão, trad.,Vol. 19, pp. 303-320). Rio de Janeiro: Imago. 1996. (Trabalho original publicado em 1924).

LACAN, Jaques. "O seminário sobre 'A carta roubada". In: _________. Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, p. 13-66, 1998.

MANDIL, R. Os efeitos da letra: Lacan leitor de Joyce. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2003.

_________. Jacques Lacan no banquete joyciano. Em Tese, Belo Horizonte, vol. 4, p. 11-27, 2000.

MARGARIDA, Silvania Mendonça Almeida. O barril de amontilhado de Edgar Allan Poe: uma análise contrastiva de três traduções. 1998. 112 f. Dissertação de Mestrado em Letras: Estudos Linguísticos. Faculdade de Letras da UFMG, Belo Horizonte, 1998.

POE, Edgar Allan. "O escaravelho de ouro e outros". In: _________. Biblioteca Universal Antiga e Moderna. Tradução de Mécia Mousinho de Albuquerque. Lisboa: Companhia Nacional, vol. 37, 1889.

_________. "O rei peste e outros". In: _________. Biblioteca Universal Antiga e Moderna. Tradução de Mécia Mousinho de Albuquerque. Lisboa: Companhia Nacional, vol. 61, 1890.

_________. Novellas extraordinarias. Tradução anônima. Rio de Janeiro: Livreiro-Editor, 1903.

_________. Novelas extraordinárias. Tradução portuguesa, revista por Faria e Sousa. São Paulo: O Livro de Bolso, 1941.

_________. Novelas extraordinárias. Tradução de Faria e Souza. São Paulo: Cruzeiro do Sul, 1943.

_________. "O Barril de Amontilhado". In: _________. Biblioteca dos Séculos. Tradução de Oscar Mendes e Milton Amado. Porto Alegre: Editora Globo, 1944.

_________. Novelas extraordinárias. Tradução anônima. São Paulo: Clube do Livro, 1945.

_________. O mistério do gato preto. Tradução anônima. São Paulo: Tecnoprint, 1954.

_________. Histórias extraordinárias. São Paulo/ Brasília: Ordibra, INL, 1972.

_________. Histórias extraordinárias. Tradução de Brenno Silveira e outros, com dezesseis contos. São Paulo: Abril Cultural, 1978.

_________. "O Barril de Amontilhado". In: _________. A. O escaravelho de Ouro e outras histórias. Seleção e Tradução de José Rubens Siqueira. São Paulo: Editora Ática, 1995.

_________. “A carta roubada”. In: _________. Histórias extraordinárias. São Paulo: Nova Cultural, 2002, p. 203-224.

_________. O gato preto e outros contos. Tradução de Guilherme Braga. São Paulo: Hedra, 2008.

_________. Os assassinatos da rua Morgue e O escaravelho de ouro. Tradução de Júlio Mendonça. São Paulo: Scipione, 2006.

RICARDOU, Jean. Problèmes du nouveau Roman. Paris: Le Seuil, 1967.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à Literatura Fantástica. São Paulo: Perspectiva, 2004.

TYTELL, Pamela. La plume et divan. Paris: Aubier, 1982.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v20i3.4644

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973