Ateliê de Conversação: uma experiência da língua viva no contato com imigrantes

João Ricardo Fagundes dos Santos, Marlete Sandra Diedrich

Resumo


Este artigo apresenta uma ação do Grupo de Pesquisa em Processos de Interação em Discursos de Caráter Conversacional, envolvendo uma experiência de contato linguístico, por meio de práticas que visam garantir o direito à comunicação humana. O objetivo do trabalho é apresentar o projeto Ateliê de Conversação para imigrantes, o qual tem por finalidade promover, por meio da interação conversacional com alunos e professores do curso de Letras da Universidade de Passo Fundo/UPF, um tempo e um espaço de acolhida aos imigrantes vindos de diferentes países à cidade de Passo Fundo/RS. Vinculado às ações de extensão do Programa Ensino e Inovação, a proposta fundamenta-se teórica e metodologicamente em princípios da Teoria Dialógica do Discurso, do Círculo de Bakhtin (VOLÓCHINOV, 2017), segundo a qual a relação entre os indivíduos em sociedade e a expressão de cada um por meio de palavras é de natureza social e é um puro produto da interação social. Os encontros promovidos, inspirados nos Ateliers de Conversation franceses, têm obtido resultados relevantes, revelando duas frentes significativas do contato com a diversidade linguística: os brasileiros, falantes de português, vivem a experiência real de contato com falantes de diferentes línguas, na sua grande maioria, africanas e crioulas; os imigrantes, além de terem um contato mediado e praticarem o uso da língua portuguesa com o auxílio dos professores, também participam de diferentes vivências interacionais verdadeiramente significativas para todos os envolvidos, por meio da língua viva em interação, o que é condição para a vida digna em sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


ATELIER de conversation. Direção de Bernhard Braunstein. Paris: ASC Distribuition, 2018. (74min).

BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. Trad. Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Editora WMF Martins Flores, 2011.

BAKHTIN, M. M.; VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

KERBRAT- ORECCHIONI, C. «Nouvelle communication» et «analyse conversationnelle». Langue française, n70, p. 7-25, 1986. Disponível em: < http://www.persee.fr/doc/lfr_0023-8368_1986_num_70_1_6368 >. Acesso em: 20 jan. 2020.

RAMOS, P. S. Hospitalidade e migrações internacionais: o bem receber e o ser bem recebido. São Paulo: Aleph, 2003.

SOBRAL, A. Dialogismo e interação. In: _____. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do círculo de Bakhtin. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2009, p. 21-46.

TEDESCO, J. C.; GRZYBOVSKI, D. Senegaleses no norte do Rio Grande do Sul: integração cultural, trabalho e dinâmica migratória internacional. Revista Espaço Pedagógico, Passo Fundo, v. 18, n. 2, p. 336-355, jul./dez. 2011. Disponível em: < http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/2433>. Acesso em: 20 jan. 2020.

UEBEL, R. R. G. Análise do perfil socioespacial das migrações internacionais para o Rio Grande do Sul no início do século XXI. 2015. 248 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

UEBEL, R. R. G. Panorama e perfil da imigração senegalesa no Rio Grande do Sul no início do século XXI. Boletim Geográfico do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, n. 28, p. 56-77, set. 2016. Disponível em: < https://revistas.fee.tche.br/index.php/boletim-geografico-rs/article/view/3731 >. Acesso em: 20 jan. 2020.

VOLOCHÍNOV, V. N. Estrutura do Enunciado. Tradução de Ana Vaz. In: TODOROV, T. Mikhail Bakhtin: le príncipe dialogique. Paris: Seuil, 1981. p. 1-19.

VOLOCHÍNOV, V. A construção da enunciação. In: ______. A construção da enunciação e outros ensaios. Tradução de João Wanderley Geraldi. São Carlos: Pedro & João editores, 2013. p. 157-188.

VOLOCHÍNOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v21i1.4979

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973