Uma análise diacrônica das variantes oblíquas de segunda pessoa do singular em cartas pessoais

Autores

  • Thaissa Frota Teixeira de Araujo Silva UFRJ
  • Célia Regina dos Santos Lopes UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.13102/cl.v22i1.6333

Resumo

O presente trabalho apresenta uma análise diacrônica das variantes oblíquas de segunda pessoa do singular encontradas em cartas fluminenses. As formas oblíquas analisadas são sintagmas preposicionados que apresentam como núcleo os pronomes tônicos ti e você, além da forma morfologizada contigo, que não admitem substituição por clítico (“eu sonho com você” > *“eu te sonho”). Levamos em conta os princípios da sociolinguística laboviana (WEINREICH; LABOV; HERZOG, 19 68; LABOV, 1994) e da sociolinguística histórica (CONDE SILVESTRE, 2007; HERNÀNDEX-CAMPOY; CONDE SILVESTRE, 2012) para análise de um corpus formado por cartas pessoais fluminenses produzidas entre fins do século XIX e no decorrer do século XX.  Os resultados evidenciam que formas oblíquas do paradigma de você apresentam maior correlação com a forma utilizada na posição de sujeito do que as acusativas e dativas, passando a ser mais frequentes a partir de meados do século XX, principalmente, em cartas femininas escritas fora do núcleo familiar. Em termos estruturais, houve maior favorecimento das variantes de você com predicadores verbais e nominais em contextos de complementação

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Thaissa Frota Teixeira de Araujo Silva, UFRJ

UFRJ

Célia Regina dos Santos Lopes, UFRJ

UFRJ

Referências

CÂMARA JUNIOR, Joaquim Matoso. História e estrutura da língua portuguesa. 2ª ed., Rio de Janeiro: Padrão, 1979.

CARVALHO, Bruna Brasil Albuquerque de. “O que você acha do uso de tu?”: a percepção da variação dos pronomes de 2SG no dialeto carioca. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras/UFRJ. 2019

CONDE SILVESTRE, J. C. Sociolinguística histórica. Madrid: Gredos, 2007.

CUNHA, Celso; CINTRA, Luís. F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 3.ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001

DUARTE, Maria Eugênia Lammoglia. Termos da oração. In: VIEIRA, Silvia Rodrigues; BRANDÃO, Silvia Figueiredo (org). Ensino de Gramática: descrição e uso.2.ed.,2ª reimpressão, São Paulo: Contexto, 2013

ELSPASS, Stephan. The Use of Private Letters and Diaries in Sociolinguistic Investigation. In: HERNÁNDEX-CAMPOY, Juan Manuel; CONDE SILVESTRE, Juan Camilo. The Handbook of Historical Sociolinguistics. Oxford: Wiley-Blackwell, 2012. p. 156-169.

HERNÁNDEX-CAMPOY, Juan Manuel; CONDE SILVESTRE, Juan Camilo. The Handbook of Historical Sociolinguistics. Oxford: Wiley-Blackwell, 2012.

HERNÁNDEZ-CAMPOY Juan Manuel; SCHILLING, Natalie. The Application of the Quantitative Paradigm to Historical Sociolinguistics: Problems with the Generalizability Principle. In: HERNÀNDEX-CAMPOY, Juan Manuel; CONDE-SILVESTRE, Juan Camilo. The Handbook of Historical Sociolinguistics. Oxford: Wiley-Blackwell, p. 63-79. 2012.

KABATEK, Johannes. Tradições discursivas e mudança linguística. In: LOBO, T.et al. Para a história do português brasileiro. Bahia: EDUFBA, 2006. p. 505 – 527.

LABOV. William. The intersection of sex and social class in the course of linguistic change:Language Variation and Change. In: SANKOFF, D. et al. (Eds.). Languagem Variations and Change. Cambridge: Cambridge University Press, 2 (2), p.135-156. 1990.

LOPES, Célia Regina dos Santos. ; DUARTE, Maria Eugenia Lammoglia . De Vossa Mercê a Você: análise da pronominalização de nominais em peças brasileiras e portuguesas setecentistas e oitocentistas. In: Silvia Figueiredo Brandão; Maria Antónia Mota. (Org.). Análise contrastiva de variedades do português: primeiros estudos. I ed. Rio de Janeiro: In-Fólio, v. I, p. 61-76, 2003.

LOPES, Célia Regina dos Santos. Retratos da mudança no sistema pronominal: o tratamento carioca nas primeiras décadas do século XX. In: Arnaldo Cortina; Silvia Maria Gomes da Conceição Nasser. (Org.). Sujeito e Linguagem: Séries Trilhas Linguísticas. Araraquara: Cultura Acadêmica, 2009, v.17, p. 47-74.

LOPES, Célia Regina dos Santos; CAVALCANTE, Silvia Regina Oliveira. A cronologia do voceamento no português brasileiro: expansão de você-sujeito e retenção do clítico te. Lingüistica (Madrid), v.25, p.30 - 65, 2011.

LOPES, Célia Regina dos Santos et al. A Reorganização no Sistema Pronominal de 2a. Pessoa na História do Português Brasileiro: Outras Relações Gramaticais. In: LOPES, C. R. dos S. Mudança Sintática das Classes de Palavra: Perspectiva Funcionalista, História do Português Brasileiro, Vol. 4. São Paulo: Contexto, 2018.

MACHADO,Ana Carolina Morito: A implementação de "você" no quadro pronominal: as estratégias de referência ao interlocutor em peças teatrais no século XX. Dissertação de Mestrado em Letras (Letras Vernáculas), Rio de Janeiro, 2006.

MACHADO, Ana Carolina Morito. As formas de tratamento nos teatros brasileiro e português dos séculos XIX e XX. Tese de Doutorado em Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras/ UFRJ. 2011.

MARCOTULIO, Leonardo Lennertz. A preservação das faces e a construção da imagem no discurso político do marquês do Lavradio: as formas de tratamento como estratégias de atenuação da polidez linguística. Volumes I e II. Dissertação de Mestrado em Língua Portuguesa, Faculdade de Letras, Universidade do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2008.

MATEUS, Maria Helena Mira et al. Gramática da Língua Portuguesa. Lisboa: Caminho, 2003.

OLIVEIRA, Thiago Laurentino de. Entre o Linguístico e o Social: Complementos Dativos de 2ª pessoa em Cartas Cariocas (1880-1980). Dissertação de Mestrado em Língua Portuguesa, Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2014.

PEREIRA, Rachel de Oliveira. Pronomes possessivos de segunda pessoa: a variação teu/seu em uma perspectiva histórica. Tese de Doutorado em Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras/UFRJ. 2016

RAPOSO, Eduardo Buzaglo Paiva et al..Gramática do Português, Vol I e II. Coimbra: FundaçãoCalousteGulbenkian, 2013.

ROMAINE, Suzanne. Socio-Historical Linguistics: its Status and Methodology. Cambridge University Press. New York, 1982.

ROCHA LIMA, Carlos Henrique. Gramática Normativa da Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, José Olympio [1972] 2005.

RUMEU, Márcia Cristina de Brito. A implementação do ‘você’ no português brasileiro oitocentista e novecentista: um estudo de painel. Rio de Janeiro. Tese de Doutorado em Língua Portuguesa, Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.

RUMEU, Márcia Cristina de Brito. A difusão do 'você' pelos contextos sintáticos de complementação e de adjunção. Revista Portuguesa de Humanidades, v. 18-I, p. 91-114, 2014.

RUMEU, Márcia Cristina de Brito; OLIVEIRA, Thiago Laurentino de. A expressão da 2a pessoa do singular em contextos de complementação e de adjunção: retratos do encaixamento estrutural e social. Lingüistica(Madrid), v.32-2, p.25-46, 2016.

SANKOFF, David; TAGLIAMONTE, Sali A.; SMITH, Eric. Goldvarb X: A variable rule application for Macintosh and Windows. DepartmentofLinguistics, Universityof Toronto, 2005.

SCHERRE, Maria Marta Pereira; Nívia Naves Garcia Lucca, Edilene Patrícia Andrade Dias, Carolina Queiroz e Germano Ferreira Martins. Usos dos pronomes você e tu no português brasileiro, Comunicação apresentada no II SIMELP, Universidade de Évora. Universidade de Évora, 2009.

SILVA, Thaissa Frota Teixeira de Araujo Silva. Lembro de você; preciso de ti: uma análise diacrônica das variantes oblíquas de 2SG na escrita epistolar fluminense. Dissertação de Mestrado em Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras/UFRJ. 2020

SOTO, Eva Ucy Miranda Sá: Variação/mudança do pronome de tratamento alocutivo: uma análise enunciativa em cartas brasileiras. Tese (Doutorado em Linguística) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2001.

SOUZA, Janaina Pedreira Fernandes. Mapeando a entrada do você no quadro pronominal: análise de cartas familiares dos séculos XIX-XX. Dissertação de Mestrado em Língua Portuguesa, Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2012.

SOUZA, Camila Duarte de. Eu te amo, eu lhe adoro, eu quero você: a variação das formas de acusativo de 2ª pessoa em cartas pessoais (1880-1980).Dissertação de Mestrado em Língua Portuguesa, Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2014.

WENREICH, U; LABOV, W; HERZOG, M. Fundamentos empíricos para uma teoria da mudança linguística. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2006 [1968].

Downloads

Publicado

2021-07-20

Como Citar

Silva, T. F. T. de A., & Lopes, C. R. dos S. (2021). Uma análise diacrônica das variantes oblíquas de segunda pessoa do singular em cartas pessoais. A Cor Das Letras, 22(1), 327–351. https://doi.org/10.13102/cl.v22i1.6333

Edição

Seção

Dossiê: Linguística Histórica: teorias, métodos e resultados. Homenagem a Rosa Virgínia Mattos e Silva