A distribuição espacial da negação no interior da Bahia

Autores

  • Norma da Silva Lopes

DOI:

https://doi.org/10.13102/cl.v22iEsp..7470

Palavras-chave:

Denial strategies

Resumo

Este artigo tem como objetivo fazer um panorama da distribuição espacial da negação no interior do Estado da Bahia. Faz uma análise que alia a Sociolinguística (LABOV, 2008 [1972]) à Geografia Linguística, fazendo um estudo geossociolinguístico, a partir de dados do Atlas Linguístico do Brasil – ALiB (CARDOSO et al., 2014). São três as estratégias de negação no português: o NÃO pré-verbal, o NÃO pré- e pós-verbal (dupla negação) e o Não pós-verbal. Marroquim (2008 [1945]), Rocha (2012) e Yacovenco e Nascimento (2016) relacionam as estratégias pré- e pós-verbal à fala nordestina. Esta pesquisa atesta as três variantes na Bahia, mas revela que, do norte ao sul desse estado, há um decréscimo paulatino dessas variantes ditas nordestinas.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Referências

BRITO, F. R. S.; MOTA, F. C.; PEREIRA, R. C. A negação nas mesorregiões baianas. Comunicação oral apresentada no IX Encontro de Sociolinguística. Salvador: UFBA, 2019.

CARDOSO, S. A. M. et al. Atlas linguístico do Brasil. v. 2. Londrina: Eduel, 2014.

CAVALCANTE, R. A negação pós-verbal no português brasileiro: análise descritiva e teórica de dialetos rurais de afro-descendentes. 2007. 160f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2007.

IBGE. Disponível em: . Acesso em: 18 jul. 2017.

LABOV, W. Padrões sociolinguísticos. Trad. Marcos Bagno, Marta Scherre e Caroline Cardoso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

LOPES, N. S. A fala baiana em destaque: a concordância nominal no português de Salvador. Études linguistiques/Linguistische studien. Band 6. Müchen: Peniope, 2011.

MARROQUIM, M. A língua do Nordeste: Alagoas e Pernambuco. 4. ed. Alagoas: UFAL, 2008 [1945].

ROCHA, R. S. A negação verbal no português paulistano. Estudos Linguísticos. São Paulo, v. 41, n. 2, p. 833-843, mai.-ago. 2012.

SCHWENTER, S. A. The pragmatics of negation in Brazilian Portuguese. Lingua. Amsterdam, n. 115, p. 1427–1456, 2005.

YACOVENCO, L. C.; NASCIMENTO, C. A. R. A negação no português falado em Vitória/ES. Revista (Con)Textos Linguísticos. Vitória, v. 10, n. 17, p. 122-138, 2016.

Downloads

Publicado

2021-10-18

Como Citar

Lopes, N. da S. . (2021). A distribuição espacial da negação no interior da Bahia. A Cor Das Letras, 22(Esp.), 56–69. https://doi.org/10.13102/cl.v22iEsp.7470