Tertúlia literária dialógica: espaço do contar, ouvir, aprender e ensinar histórias literárias

Vanessa Cristina Girotto, Thais Aparecida Bento Reis

Resumo


Nesse artigo, abordamos o impacto das histórias contempladas por meio da leitura literária na vida de diferentes sujeitos. Buscamos focalizar tal ação por meio da Tertúlia Literária Dialógica, uma atividade em que são lidas obras clássicas da literatura universal e que tem como um de seus objetivos promover uma educação literária crítica e dialógica, possibilitando com que os textos sejam compreendidos como algo inerente à vida do leitor. Apresentamos um breve relato sobre o percurso histórico da literatura, de suas origens na tradição oral das primeiras civilizações à contemporaneidade, e compreendemos como ela influencia a cultura e formação humana. Como resultado de pesquisas ligadas às práticas vivenciadas em diferentes contextos sociais (Unidade Prisional e Escola dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental), podemos afirmar que as leituras e reflexões sobre as histórias que surgem na Tertúlia Literária Dialógica possibilitam ao participante dessa atividade entrelaçar o mundo da literatura com seu contexto de vivência e, assim, pensar e repensar sua própria história.


Texto completo:

PDF

Referências


BLOOM, Harold. O Cânone Ocidental: os livros e a escola do tempo. 2. ed. Rio de Janeiro: Obetiva, 1995. Trad. Marcos Santarrita.

CALVINO, Italo. Por que ler os clássicos. Tradução por Nilson Moulin. São Paulo: Companhia de Bolso, 2007.

COELHO, Nely, N. Panorama Histórico da Literatura Infantil/Juvenil. 4 ed. São Paulo: Ática, 1991.

FLECHA, Ramón. Compartiendo Palabras: al aprendizaje de las personas adultas a través del diálogo. [s.l.]: Paidós, 1997.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 49.

ed. São Paulo: Cortez, 1982.

FREIRE, Paulo. À sombra dessa mangueira. 4. ed. São Paulo: Olhos D’agua, 2004.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? São Paulo: Paz e Terra. 2006 a.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 43ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREIRE, Paulo; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: leitura do mundo e leitura da palavra. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

GIROTTO, Vanessa C. Tertúlia Literária Dialógica com crianças e adolescentes: conversando sobre âmbitos da vida. PPGE/UFSCar. São Carlos, 2007.

IANNI, Octavio. Enigmas da Modernidade-Mundo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

MACHADO, Ana. M. Como e por que ler os clássicos universais desde cedo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Altas Literaturas. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

POUND, Ezra. ABC da literatura. Tradução por Augusto de Campos e José Paulo Paes. 11. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

ROCHA, Ruth. Ruth Rocha conta a Ilíada. São Paulo: Companhia da Letrinhas, 2004.

VALLS, Rosa; SOLER Marta; FLECHA Ramón. Lectura dialógica: interacciones que mejoran y aceleran la lectura. Revista Iberoamericana de Educación, n. 46, jan./abr. 2008. Disponível em . Acesso em 15 mar. 2017.

VYGOTSKY, Lev Semenovitch. El desarollo de los procesos psicológicos superiores. Barcelona: Crítica, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/cl.v21i2.5804

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Universidade Estadual de Feira de Santana

A Cor das Letras está indexada em: 
 
 

A Revista A Cor das Letras está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

ISSNe 2594-9675 
ISSN-L 1415-8973