MULHERES NO PROCESSO DE ABORTAMENTO FRENTE À ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM: REVISÃO SISTEMÁTICA

Autores

  • Sara Santos da Silva Estudante de Graduação em Enfermagem Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Bolsista voluntária NEPEM
  • Ariane Cedraz Morais
  • Jany Sousa da Silva
  • Vanuza Silva Campos
  • Wesley Anderson Araújo dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.13102/coego.v0i1.4796

Resumo

Eixo temático: Praticas de cuidado
Introdução: O aborto é um sério problema de saúde pública que, atualmente, levanta questões que dividem opiniões em toda a sociedade, podendo este ser classificado como espontâneo ou provocado, a partir de seus aspectos morais, religiosos e legais que são objeto de intenso debate, variando desde sua condenação até sua legalização. A mulher vítima do aborto, seja espontâneo ou provocado, não está apenas correndo risco de vida, mas de sequelas físicas ou emocionais, portanto, os profissionais de saúde devem assisti-la de modo humanizado, proporcionando para além do cuidado técnico, apoio e conforto.

Downloads

Publicado

2019-10-10