ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM A UMA PACIENTE COM PRÉ- ECLÂMPSIA GRAVE: RELATO EXPERIÊNCIA

Autores

  • Mariane Michelle Farias Pereira Discente da Faculdade Adventista da Bahia Cachoeira, Bahia, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.13102/coego.v0i1.4803

Resumo

Eixo temático: Práticas de Cuidado
Introdução: A pré-eclâmpsia é uma desordem que pode ocorrer após a vigésima semana gestacional, durante o parto e até 48 horas pós-parto. Afeta cerca de 5-8% de todas as gestações e é uma condição que progride rapidamente, devido ao aumento tensional da pressão arterial e presença de proteinúria. Considera-se o diagnóstico de pré-eclâmpsia quando há resultado 2+/ valor ≥ 0,3g ou mais de proteínas na urina de 24 horas associado ao aumento da pressão arterial. Seus sinais clínicos incluem presença de edema principalmente na face, ao redor dos olhos e mãos, ganho ponderal acentuado, náuseas e/ou vômitos, dor em região epigástrica, cefaleia e alterações visuais. Pode ser classificada em leve ou grave.

Downloads

Publicado

2019-10-10