A cidade das maravilhas:leituras de Marco Polo e Ítalo Calvino

Adeítalo Manoel Pinho

Resumo


Este estudo aborda dois livros paradigmáticos: O Livro das Maravilhas, de Marco Polo, ousa apresentar parte do mundo encoberta pelos finos tecidos do mito e da lenda. As Cidades Invisíveis, de Ítalo Calvino, reescreve as viagens do mercador veneziano por entre metáforas e diálogos filosóficos. Tratando das cidades do oriente, o objetivo é religar as narrativas ao debate contemporâneo da literatura num circuito para a cultura e sua implicações. Autores como Paul Ricoeur, Francisco F. de Lima e Martin Heidegger conduzem a argumentação.

Texto completo:

PDF

Referências


CALVINO, Ítalo. As cidades invisíveis. 2. ed. Tradução de Diogo Mainardi. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

DRÈGE, Jean-Pierre. O tempo dos mercadores. In: _____. Marco Polo e a rota da seda. Tradução de Ana Roiter. Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.

GIL, Juan. Viajes y viajeros. Modalidades y motivaciones desde la Antigüedad clásica hasta el Renascimento.

In: CRISTÓVÃO, Fernando. O olhar do viajante: dos navegadores aos exploradores. Coimbra: Almedina, 2003.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. 12. ed. Tradução por Marcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes, 2002. II v.

LIMA, Francisco F. de. O Outro Livro das Maravilhas – a Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. Rio de Janeiro/ Salvador: Relume Dumará/Fundação Cultural do Estado da Bahia, 1998.

LIMA, Francisco F. de. Os atropelos do olhar: Caminha e as maravilhas de Santa Cruz. In: LÉGUA & MEIA – Revista de Literatura e Diversidade Cultural. PPGLDC - UEFS, Feira de Santana/Ba, Ano. 3, nº

, 2004.

PINTO-CORREIA, João David. Deslumbramento, horror e fantasia: o olhar ingênuo na Literatura de Viagens. In: CRISTÓVÃO, Fernando. O olhar do viajante: dos navegadores aos exploradores. Coimbra: Almedina, 2003.

POLO, Marco. O livro das maravilhas. Trad. Elói Braga Junior. Porto Alegre: L&PM, 2004.

RICOEUR, Paul. Metáfora Viva. Trad. Miguel Baptista Pereira. Porto: Rés, s/d.

TORRES, Antonio. Meu querido canibal. Rio de Janeiro: Record, 2001.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Tratado Lógico-Filosófico. Investigações Filosóficas. 2. ed. Trad. ? Lisboa. Fundação Calouste Gulbenkian, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Légua & Meia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.