Reescritura de Guimarães Rosa por Rinaldo de Fernandes: entre A hora e vez de Augusto Matraga e Grande sertão: veredas

Sonia Lúcia Ramalho de Farias

Resumo


O artigo apresenta o interessante conto de Rinaldo Fernandes, Sariema, produzido a partir de A hora e vez de Augusto Matraga, em que Fernandes realiza uma releitura do enredo, com diferente foco narrativo, desta vez, feminino, e que produz a sua versão dos fatos, muitas vezes, invertendo-os. A partir daí, realiza-se uma análise  sobre o curioso diálogo textual que se estabelece.

Palavras-chave


Intertextualidade; Guimarães Rosa; narrativa

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, Walter. “O narrador, observações acerca da obra de Nicolau Lescov”. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. 2a ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CANDIDO, Antonio. “Sagarana”. In: COUTINHO, Eduardo. (org). Guimarães Rosa. 2a ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1991.

COUTINHO, Eduardo. Nota preliminar. In:________(org). Guimarães Rosa. 2a ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1991.

FERNANDES, Rinaldo de. O perfume de Roberta (contos). Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

GALVÃO, Walnice Nogueira. “A linguagem e a fala”. In: As formas do falso. São Paulo: Perspectiva, 1972.

HOBSBAWM, E. J. Bandidos. 2a ed. Trad. de Donaldson Magalhães Garschagen. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1976.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Trad. de Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

LINS, Álvaro. Uma grande estreia. In: COUTINHO, Eduardo. (org). Guimarães Rosa. 2a ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1991.

MATTA, Roberto da. “Augusto Matraga e a hora da renúncia”. In: Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

MULLER, Maria Laura. “A hora e vez de Augusto Matraga”. Disponível em: www.portasdasletras.com.br. Acesso em 29/10/2005.

SCHWARZ, Roberto. “Grande-sertão: a fala”. In: A sereia e o desconfiado: ensaios críticos. 2a ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/lm.v8i1.2831

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Légua & Meia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.