Uma abordagem didático-metodológica do ensino de literatura de língua estrangeira: estudo das traduções de Jean-Pierre Rousseau dos poemas de Patativa do Assaré em língua francesa

Autores

  • Ady Sá Teles Santana UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

DOI:

https://doi.org/10.13102/lm.v11i2.6260

Palavras-chave:

Ensino, Literatura, Língua Estrangeira, Cultura Francesa, Tradução.

Resumo

Esta proposta tem como objetivo uma análise sobre o Ensino de Literatura de Língua Estrangeira através das traduções em língua francesa dos poemas de Patativa do Assaré, um poeta brasileiro e nordestino. O interesse pela proposta pauta-se na experiência como docente da Universidade Estadual de Feira de Santana, instituição em que ensino as disciplinas de literatura francesa para os graduandos do curso de Francês. O objetivo principal desse estudo é averiguar que através das traduções dos textos populares brasileiros, o interesse pela literatura francesa dos estudantes de francês cresce, à medida que percebem a interlocução e o diálogo entre as duas culturas envolvidas no processo tradutório. A hipótese inicial pauta-se na noção de que estudando as traduções do poeta brasileiro, o discente terá curiosidade em conhecer o pensamento do "outro" enquanto estrangeiro que se interessou por sua cultura, por sua sociedade, visto que na sala de aula de literatura francesa o interesse pela leitura é parco, pois, no início das aulas os discentes recebem o material literário exigido pela disciplina e dificilmente eles leem. No intuito de compreender e explicar de forma didática, analítica e crítica a proposta de ensino de literatura de língua francesa através dos textos traduzidos do português para o francês, utiliza-se como suporte teórico as obras sobre tradução de Arrojo (1997), o conceito de Desconstrução de Derrida (1998/2005), assim também, autores de referência que são de fundamental relevância para análise da abordagem aqui apresentada, a exemplo de De Menezes (2013). Além disso, os poemas de Patativa do Assaré (1978) e as traduções desses poemas por Rousseau (2002) são o objeto principal dessa análise.  

Biografia do Autor

Ady Sá Teles Santana, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

Professora Assistente do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana.

Referências

ARROJO, Rosimary. Oficina de tradução: a teoria na prática. São Paulo: Ática, 1997.

ASSARÉ, Patativa do. Cante lá que eu canto cá. Petrópolis: Vozes, 1978.

BRIGHENTI, Josiane et al. Metodologias de ensino-aprendizagem: uma abordagem sob a percepção dos alunos. Revista GUAL, Florianópolis, v. 8, n. 3, set. 2015. p. 281-304. Disponível em: . Acesso em 12 fev. 2019.

CUNHA, Euclides da. Os Sertões: edição crítica. São Paulo: Brasiliense, 1985.

CUNHA, Euclides da. Os Sertões: campanha de Canudos. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

LIBANEO, José Carlos. Didática e práticas de ensino e a abordagem da diversidade sociocultural na escola. 2014. Disponível em: <http://www.uece.br/endipe>. Acesso em: 12 fev. 2019.

DERRIDA, Jacques. La différance. In: Tel Quel: Théorie d’ensemble. Paris: Édittions du seuil, 1980.

ROUSSEAU Jean-Pierre. Poésie du Nordeste du Brésil. 2012. Disponível em: <http://www.lescahiers-bleus.com/Poesie-du-Nordeste-du-Bresil-n-15-des-Nouveaux-CahiersBleus-par-Jean-Pierre-Rousseau_a61.html>. Acesso em: 10 mar. 2016.

Downloads

Publicado

2021-06-13

Edição

Seção

Artigos