Nunca Mais Vi Irene; O Servidor

Stênio Erson Santos

Resumo


Não reconheci Irene naquele dia.
Ela me beijou tão ardente... Indecente... Antes de dizer:
– Bom dia!
Depois me levou para um elevado morro: o mais alto daquela Chapada fria. E sem me deixar pronunciar um si... Beijou-me novamente... Estonteantemente...


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/repila.v0i1.4315

Apontamentos

  • Não há apontamentos.