Morro do Pai Inácio

Autores

  • Ailana de Abreu

DOI:

https://doi.org/10.13102/repila.v0i3.5092

Resumo

Autor: Are de Abreu

Contextualização: Uma homenagem à essa belíssima escultura da natureza, que atrai milhares de olhares que se deslumbram com seus mistérios e encantos. O cartão postal da Chapada Diamantina, reproduzido com materiais recicláveis, num trabalho de compensação ambiental, com o intuito de despertar, nos admiradores, a responsabilidade de minimizar e destinar, corretamente, o lixo, que produzem.

Material: Sucata (vasilhas plásticas de material de limpeza, laticínios, cola, banco plástico quebrado, entre outros), arame, papel machê e tinta sintética.

Processo: Imagens de vários ângulos. Montagem da sucata com arame, para dar volume à obra, numa base feita com antena parabólica. Modelagem do papel machê, dando forma ao morro. Secagem, por, aproximadamente, dois meses. Pintura com tinta sintética.

Dimensões: Altura: 0,78cm. Diâmetro: 1,5m

Downloads

Publicado

2021-04-20