A máscara e o rosto: dissimulação e verdade as perspectivas de Gaston Bachelard e François Dagonet

Marly Bulcão

Resumo


No texto intitulado A máscara Gaston Bachelard mostra como chegar, às raízes fenomenológicas da dissimulação/simulção, trazendo, assim, contribuições para o estudo da fisiognomonia, ciência que tem por objetivo chegar ao conhecimento da personalidade humana através da análise do rosto do indivíduo. O texto bachelardiano me remeteu, por sua vez, às teses que seu discípulo François Dagognet apresenta em sua obra Faces, surfaces, interfaces, na qual mostra em que consiste a ciência da fisiognomonia. O objetivo de nosso trabalho é, portanto, o de expor duas perspectivas diferentes sobre a análise fisiognomônica, procurando ressaltar, entretanto, que o texto bachelardiano extrapola as questões fisiognomônicas, na medida em que tem implícita uma preocupação primordial que é a de exaltar o processo de imagética criadora que permeia a interpretação das máscaras e que se impõe como uma das funções essenciais do ser humano

Apontamentos

  • Não há apontamentos.