A CONTENDA DE MAX HORKHEIMER CONTRA O PRAGMATISMO

Rodrigo Oliveira de Araújo

Resumo


O presente artigo tem por finalidade apresentar, em linhas gerais, a crítica engendrada pelo filósofo alemão Max Horkheimer [1895-1973] ao pragmatismo norteamericano, especialmente aquele defendido por J. Dewey [1859-1952]. Pretende-se demonstrar a força, e, por vezes também, a fragilidade retórica do alemão, bem como o alcance crítico desta, especialmente no que diz respeito ao tópico epistemológico sobre o conhecimento. Em um primeiro momento apresentamos os pilares estruturantes do pragmatismo e da versão de Horkheimer sobre a razão; em seguida tratamos da maneira como Horkheimer enfrenta as posições do pragmatismo, associando-o a uma recente tradição moderna que abriu mão do uso objetivo da racionalidade em nome de uma subjetivação da mesma. Finalizamos este trabalho com uma apreciação do alcance discursivo de Horkheimer
sobre a doutrina pragmática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.