A anterioridade ontológica da individuação: primeiro estudo

Susiane Kreibich, Thiago Soares Leite

Resumo


O artigo investiga a teoria do princípio de individuação formulada por João Duns Scotus, a qual fornece elementos para a compreensão do que torna algo indivíduo e o diferencia dos demais. Para Duns Scotus, o indivíduo é constituído ontologicamente por algo positivo inerente à substância singular. Ainda que os acidentes acompanhem a substância, estes não podem ser a causa da sua individuação, pois são posteriores a ela. Duns Scotus nega que algo que acompanhe ou seja posterior ao indivíduo seja a sua causa, pois esta deve ser intrínseca e positiva ao indivíduo. Ou seja, não é possível que aquilo que torna algo este indivíduo lhe seja ontologicamente posterior no ser. O artigo busca mostrar que 1) há distinção entre o que, contemporaneamente, podemos denominar de indivíduo e de identidade e 2) há anterioridade ontológica do indivíduo em relação à identidade.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Metafísica. Edição bilingue (grego, português). São Paulo: Edições Loyola, 2005. v. 2.

AVICENA. Liber de philosophia prima sive scientia divina. Louvain: Peeters, 1977-1983. (3v).

DUNS Scotus, J. Opera omnia. Civitas Vaticana: Typis Vaticanis, 1950-. (v. 2 (1950): Ord. I, d. 2, p. 2, ad q. 1.v. 6 (1963): Ord. I, d. 31, q. un.; v. 7 (1973): Ord. II, d.3, p. 1, q. 1-6; v. 17 (1966): Lect. I, d. 31, q. un.; v. 18 (1982): Lect. II, d.3, p. 1, q. 1-6).

GRACIA, J. J. E. “Individuality and the Individualing Entity in Scotu’s Ordinatio: Na Ontological Characterization” In: HONNEFELDER, L. et al. (orgs) John Duns Scotus: Metaphysics and Ethics. New York: E. J. Brill, 1996, pp. 229-249.

PÉREZ-ESTÉVEZ, A. "De Duns Escoto a Martin Heidegger". Veritas, 53/3 (2008), pp. 74-90.

STROICK, C. “Eine Pariser Disputation vom Jahre 1306. Die Verteidigung des thomistischen Individuationsprinzips gegen Johannes Duns Scotus durch Guillelmus Petri de Godino O. P.”. In: W. P. Eckert (ed.). Thomas von Aquin: Interpretation und Rezeption. Mainz: Grünewald, 1974, pp. 559-608.

VOS, A. The Philosophy of John Duns Scotus. Edimburgo: EUP, 2006.

WOLTER, A. B. “Introduction”. In: ______. Early Oxford Lecture on Individuation. Saint Bonaventure, New York: The Franciscan Institute, 2005. pp. ix-xxi.

WOODWARD, K. “Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual”. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2011. p.7-72.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i40.4416

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384