Esferas públicas em conflito: contribuições de Nancy Fraser ao conceito de esfera pública

Laísa Marra

Resumo


O artigo objetiva apresentar uma síntese das contribuições da pesquisadora feminista Nancy Fraser ao conceito de esfera pública, tendo como eixo da discussão as críticas feitas pela autora a quatro pressupostos habermasianos de tal conceito. Para tanto, apresentam-se brevemente as formulações de JürgenHabermas, para depois problematizá-las conforme Fraser. Ademais, concordando-se com Michael Warner, a defesa que faz Fraser da ideia de "contra-públicos subalternos" é questionada por simplificar a noção de subalternidade. Por fim, avalia-se a utilidade das questões levantadas por Fraser para se pensar os problemas de desigualdades e liberalismo enfrentados pelas democracias existentes. 

Palavras-chaveEsfera pública. Nancy Fraser. Jürgen Habermas. Crítica feminista. 


Texto completo:

PDF

Referências


ACHUGAR, Hugo; BEVERLY, John (Ed.). La voz del otro: testimonio, subalternidad y verdad narrativa. Lima, Pittsburgh:Latinoamericana Editores, 1992.

DUMONT, Louis. O individualismo: uma perspectiva antropológica da ideologia moderna. Tradução: Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 1985.

FRANCO, Jean. Si me periten hablar: La lucha por el poder interpretativo. In: ACHUGAR, Hugo; BEVERLY, John (Ed.). La voz del otro: testimonio, subalternidad y verdad narrativa. Lima, Pittsburgh: Latinoamericana Editores, 1992.

FRASER, Nancy. Rethinking the Public Sphere: A Contribution to the Critique of Actually Existing Democracy. Social Text, n. 25/26, p. 56-80, 1990.

______. Politics, culture, and the public sphere: toward a postmodern conception. IN: NICHOLSON, Linda; STEVEN, Seidman. Social postmodernism: beyond identity politics. Cambrigde: Cambrigde University Press, 2002. p. 287-312.

HABERMAS, Jürgen. Mudança Estrutural da Esfera Pública: investigações sobre uma categoria da sociedade burguesa. Trad. Denilson Luís Werle. 1 ed. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

MBEMBE, Achille. Crítica da razão negra. Trad. Marta Lança. 1 ed. Lisboa: Antígona, 2014.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. A critique of postcolonial reason: toward a history of the vanishing present. Londres: Harvard University Press: 1999.

______. Pode o subalterno falar? Trad. Sandra R. G. Almeida, Marcos P. Feitosa, André P. Feitosa. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

WARNER, Michael. Publics and counterpublics. Public Culture, v. 14, n. 1, p. 49-90, Winter, 2002.

YEĞENOĞLU, Meyda. Colonial Fantasies: towards a feminist reading of Orientalism. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i40.4591

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384