BEAUVOIR APÓS BUTLER

Autores

  • Bianca de Oliveira Corrêa Universidade de Brasília
  • Hilan Nissior Bensusan Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.13102/ideac.v1i42.5069

Resumo

“Ninguém nasce mulher: torna-se mulher”. Com essa frase, Simone de Beauvoir consolidou um clássico nos estudos feministas para o que viria a ser uma das bases para a conceituação de “gênero”. Judith Butler interpreta a filosofia da autora francesa, analisando seus potenciais e com isso desconstruindo estruturas como o gênero a partir da própria obra. O presente trabalho trata dessa ressignificação de Beauvoir por Butler.

Biografia do Autor

Bianca de Oliveira Corrêa, Universidade de Brasília

Graduada em Filosofia em 2018 pela Universidade de Brasília, e, atualmente mestranda em Filosofia pela Universidade de Brasília

Hilan Nissior Bensusan, Universidade de Brasília

Possui graduação em Filosofia pela Universidade de Brasília (1989), Mestrado pela Universidade de São Paulo (1994) e doutorado pela University of Sussex (1999). Atualmente é professor adjunto do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília.

Referências

ATWOOD, M. O Conto Da Aia. Trad. Ana Deiró. Rio de Janeiro: Rocco, 2017.

ASSIS,M. Menina Moça. Falenas. Disponível em: <http://objdigital.bn.br/Acervo_Digital/Livros_eletronicos/falenas.pdf>. Acesso em: 12 de Junho de 2018.

BEAUVOIR,S. O Segundo Sexo: Fatos e Mitos. Trad. de Sérgio Milliet. vol. 1. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970.

. O Segundo Sexo: A Experiência Vivida. Trad de Sérgio Milliet. vol. 2 São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1967.

BENTO, B. A Reinvenção do Corpo: Sexualidade e Gênero na Experiência Transexual. Disponível em: <http://www.mediafire.com/file/luvlqqpk6p6l47u/A+Reinven%C3%A7%C3%A3o+do+Corpo+-+Berenice+Bento.pdf>. Acesso em: 20 de Junho de 2018.

. Escutar Vozes e Falar em Línguas. In: . Transviad@s: gênero, Sexualidade e direitos humanos. Bahia: UFBA, 2017.

BUTLER, J. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão de Identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

. Sex and Gender in Simone de Beauvoir’s Second Sex. Yale French Studies, n. 72, p.35-49,1987.

FEDERICI, S. Calibã e a Bruxa: Mulheres Corpo e Acumulação Primitiva. Trad. de Coletivo Sycorax. São Paulo: Elefante, 2017.

FOUCAULT, M. História da Sexualidade: A Vontade de Saber. Trad. de Maria Thereza de Albuqurque e J.A. Guilhon Albuquerque. vol. 1. 2 ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Trad. de Márcia Sá Cavalcante Schuback. Parte 1. 15 ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2005.

HOLANDA, S.B. de. Raízes do Brasil. 26. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

RUBIN, G. The Traffic in Women. In: HANSEN, K; PHILIPSON, I. Women, Class and the Feminist Imagination. Philadelphia: Temple, 1990.

SARTRE, J.P. O Ser e o Nada: Ensaio de Ontologia Fenomenológica. Trad. de Paulo Perdigão. Rio de Janeiro: Vozes, 2007. Disponível em: <https://farofafilosofica.com/2017/02/23/jean-paul-sartre-17-livros-para-download-em-pdf/>. Acesso em: 23 de Junho de 2018.

WITTIG, M. One is Not Born a Woman. In: The Straight Mind and Other Essays. Boston: Beacon Press, 1992.

VEJA. Marcela Temer: Bela Recatada e do Lar. Veja. Disponível em: <https://veja.abril.com.br/brasil/marcela-temer-bela-recatada-e-do-lar/>. Acesso em: 19 de Junho de 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-17

Edição

Seção

Dossiê