A LIBERDADE DA FILÓSOFA ANGELA DAVIS

Simone Borges dos Santos, Alan da Silva Sampaio

Resumo


Resumo

Aqui, nos perguntamos pelo significado de liberdade na obra da filósofa Angela. Primeiro, mostramos a centralidade do conceito e o caráter singular de seus livros. Na sequência, seus aspectos mais decisivos, a saber, seu cosmopolitismo, o modo como ela estabelece conexões entre singulares e os situa no campo do universal; o papel desempenhado pelos movimentos populares na libertação de presos políticos na expansão da consciência de liberdade; a importância da imaginação em todo processo de libertação.

Palavras-Chave: Angela Davis; Liberdade; Solidariedade.

 

Abstract

Here, we ask ourselves about the meaning of freedom in the work of Angela's films. First, we show the centrality of the concept and the unique character of his books. Then, its most decisive aspects, a saber, its cosmopolitanism, the way it establishes connections between singulars and the cases in which the field is not universal; the role played by popular movements in the release of political prisoners in expanding awareness of freedom; the importance of imagination in the liberation process.

Key words: Angela Davis; Freedom; Solidarity.


Texto completo:

PDF

Referências


Referências

CANAL preto. Angela Davis fala sobre o caso Marielle Franco. Goiânia, 2018. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2ve_DMX1nOU. Acesso em 24 fev. 2020.

DAVIS, Angela Y. The meaning of freedom: and other difficult dialogues. San Francisco: City Lights, 2012.

DAVIS, Angela. “A liberdade é uma luta constante”. In: DEMOCRACIA em colapso. São Paulo, 2019a. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=1xjgckTGE4s. Acesso em 17 jan. 2020.

DAVIS, Angela. A democracia da abolição: para além do império das prisões e da tortura. Tradução de Artur Neves Teixeira. 3. ed. Rio de Janeiro: Difel, 2019b.

DAVIS, Angela. A liberdade é uma luta constante. Organização de Frank Barat. Tradução de Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2018a.

DAVIS, Angela. Estarão as prisões obsoletas?. Tradução de Marina Vargas. 2. ed. Rio de Janeiro: Difel, 2018b.

DAVIS, Angela. Mulheres, cultura e política. Tradução de Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2017.

DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. Tradução de Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2016.

DAVIS, Angela. Uma autobiografia. Tradução de Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2019c.

FEMINISMO negro descolonial nas Américas. Cachoeira, 2018. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Az3uvwz0P1M. Acesso em 20 fev. 2020.

GREEN, J. M.; CURRY, B. R. Notorious philosopher: the transformative life and work of Angela Davis. Fayetteville, 1996. Disponível em: https://digitalcommons.uncfsu.edu/govt_hist_wp/4/. Acesso em 25 fev. 2020.

GUYAU, Jean-Marie. Crítica da idéia de sanção. Tradução de Regina Schöpke; Mauro Baladi. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

KELLEY, Robin. Foreword. In: DAVIS, Angela. The meaning of freedom: and other difficult dialogues. San Francisco: City Lights, 2012. p.7- 16.

NIETZSCHE, Friedrich. Zur Genealogie der Moral: eine Streitschirift. Stuttgart: Reclam, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/ideac.v1i42.5071

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


eISSN: 2359-6384