SAÚDE DAS POPULAÇÕES VULNERÁVEIS EM UM BRASIL VIOLENTO

Thereza Christina Bahia Coelho

Resumo


O Volume 8 iniciou sua publicação privilegiando estudos regionais sobre violência estrutural e permanece aberto e em fluxo contínuo de publicação até o final de dezembro. Entre os vários alvos da violência estrutural, destaca-se a violência infantil. No volume 8, seis artigos abordam sobre variados aspectos esse tema, da infância à adolescência, passando pela relação afetiva onde se estabelecem sentimentos e condutas ambivalentes de amor e ódio. A violência contra a mulher também está sendo tratada sob o ângulo do trabalhador da saúde como cuidador e vítima. Neste editorial, alguns aspectos conjunturais pós-2013 foram colocados para reflexão. Além de trazer novas evidências de pesquisa para o problema da violência, os artigos aqui publicados podem dar visibilidade aos agravos e sofrimentos impetrados contra as populações mais vulneráveis.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRASCO. Associação Brasileira de Saúde Coletiva. Nota ABRASCO contra os cortes na saúde para subsidiar o diesel. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2018. Disponível em: https://www.abrasco.org.br/site/outras-noticias/notas-oficiais-abrasco/notaabrasco-contra-os-cortes-na-saude-para-subsidiar-o-diesel/34448/. [2018 6 14].

CEBES. Centro Brasileiro de Estudos de Saúde. Nota: Cortes sociais sustentam a farsa do diesel. Rio de Janeiro: Fiocruz; 2018. http://cebes.org.br/o-cebes/estatuto-social/

Foucault M. Segurança, território, população. São Paulo: Martins Editora; 2008.

Kehl MR. Duas chacinas em São Paulo – a mesma polícia, o mesmo governo. Carta Capital, publicado em 07/06/2015, às 09h05. Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/duas-chacinas-em-sao-paulo-2013-a-mesma-policia-omesmo-governo-2383.html.

Souza J. A tolice da inteligência brasileira: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo: LeYa; 2015.

Glauco Araújo, Cíntia Acayaba, Kleber Tomaz, Isabela Leite e Paulo Toledo Piza 10/05/2016 10h25 - Atualizado em 10/05/2016 21h23. Janot pede para PF reabrir apuração de chacina dos ataques de 2006. Procurador-geral diz que morte de jovens há dez anos não foi apurada. Mortos nos ataques podem chegar a 600; SSP diz que investigou casos. Disponível em: .

Moreno S. Bahia registra 9,8 mil casos de violência contra a mulher no primeiro trimestre. Agência Brasil, publicado em 20/05/2016, às 17h14. Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2016-05/bahia-registra-10-mil-casos-de-violencia-contra-mulher-no-primeiro.

Souza J. A elite do atraso: ou como o país se deixa manipular pela elite. São Paulo: LeYa; 2017.

Gramsci A. Cadernos do Cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.

Zizek S. Violence: six sideways reflexions. London: Profile Books; 2008.

Coelho M. A quem serve a classe média indignada? Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2016/01/1727369-a-quem-serve-a-classe-media-indignada.shtml. [2018 jun 16].

Barreto CSLA, Araújo RPC, Martins Júnior DF, Barreto Filho RC, Costa COM. Perfil da violência que vitima crianças no estado da Bahia, segundo registros do Sistema de Gerenciamento Estatístico (SGE) da Secretaria de Segurança Pública. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 5-13.

Lopes TC, Costa COM, Musse JO. Homicídios de crianças e adolescentes: estudo dos regitros do IML Regional Recôncavo – Feira de Santana, Bahia. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 14-20.

Dias GC, Costa COM, Musse JO. Violação sexual de crianças e adolescentes: perfil dos casos notificados nos Conselhos Tutelares em município de grande porte da Bahia. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 21-27.

Nascimento OC, Costa COM, Costa AM, Cunha BSG. Violência no percurso amoroso e saúde mental de adolescentes jovens: revisão integrativa. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 28-36.

Costa MC, Costa COM, Nascimento OC. Percurso amoroso e eventos violentos nas relações de namoro de jovens. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 37-42.

Andrade CSS, Costa COM, Asselta-da-Silva MLC, Barreto CSLA. Notificação da Violência física e sexual de crianças e adolescentes: o papel do Sistema de Vigilância de Violência e Acidentes (VIVA). Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 43-49.

Oliveira APR, Sena CD, Paixão GPN, Lírio JGS. Violência contra a mulher: facilidades e dificuldades relacionadas à atenção multiprofissional. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 50-57.

Novaes Neto EM, Araújo TM, Sousa CC, Soares JFS, Lua I. Violência no trabalho em saúde nos serviços de média complexidade. Rev. Saúde Col. UEFS 2018; 8: 58-65.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/rscdauefs.v8i1.3549

Apontamentos

  • Não há apontamentos.