Traumatismo dento-alveolar em escolares de uma ONG em Salvador-Bahia: uma abordagem epidemiológica

Tatiana Frederico de Almeida, Carolina Silva Cervino Garcia

Resumo


Introdução: O traumatismo dento-alveolar em vários locais do mundo tem alta prevalência na dentição decídua e permanente de crianças e jovens, com cerca de um terço destes sendo afetados. Objetivo: descrever a prevalência e gravidade de traumatismo dento-alveolar em crianças e jovens de 03 a 18 anos, assim como fatores associados. Metodologia: Foi realizado estudo transversal no Centro de Integração Familiar em Salvador, Bahia, que atende cerca de 400 crianças e jovens. Foram registradas informações sociodemográficas e história do trauma. O estudo foi realizado com uma amostra de 357 escolares. Resultados: A amostra tinha idade média de 8,3 anos. A prevalência do traumatismo foi de 15,69%, sendo a fratura de esmalte o agravo mais frequentemente encontrado, e sua etiologia principal a queda. Conclusão: O trauma acometeu o sexo feminino, as crianças mais velhas, de cor branca/outras, com overjet acentuado e com mais de dois irmãos. É necessária maior divulgação de informações de prevenção deste problema de saúde bucal.

Abstract

Introduction: Dento-alveolar trauma in many places around the world has a high prevalence in deciduous and permanent dentition of children and young people, with about one third of them being affected. Objective: To describe the prevalence and severity of dentoalveolar trauma in children and young people from 03 to 18 years old, as well as associated factors. Methodology: A cross-sectional study was conducted at the Family Integration Center in Salvador, Bahia, which serves about 400 children and young people. Sociodemographic information and history of trauma were recorded. The study was conducted with a sample of 357 students. Results: The sample had a mean age of 8.3 years. The prevalence of trauma was 15.69%, with the enamel fracture being the most frequently encountered injury, and its main etiology being the fall. Conclusion: The trauma affected females, older children, white/others people, with severe overjet and with more than two siblings. More information on prevention of this oral health problem is needed.


Palavras-chave


Traumatismo dento-alveolar; Crianças; Adolescentes

Texto completo:

PDF

Referências


Feldens CA, Kramer PF. Saúde bucal na infância. In: Feldens CA, Kramer PF. Carie dentaria na infância – uma abordagem contemporânea. São Paulo: Santos; 2013. p. 35-55.

Lima DC. Traumatismo alvéolo-dentário: prevalência em crianças e conhecimento de educadores do ensino fundamental. [Tese de Doutorado] Faculdade de Odontologia de Araçatuba da Universidade Estadual Paulista. São Paulo; 2010.

Bausells J, Benfatti SV, Caytano MH. Traumatismo em Odontopediatria. In: Bausells J, Benfatti SV, Caytano MH. Interação odontopediátrica: uma visão multidisciplinar. São Paulo: Santos; 2011. p. 231-45.

Simões FG, Leonardi DP, Filho FB, Ferreira EL, Fariniuk LF, Sayão SMA. Fatores etiológicos relacionados ao traumatismo alvéolo-dentário de pacientes atendidos no pronto-socorro odontológico do Hospital Universitário Cajuru. RSBO. 2004; 1(1): 50-5.

Carvalho RG, Soares SR, Silva EJ, Fonseca OHS, Deus J, Neves AA, et al. Estudo epidemiológico das fraturas coronárias em pacientes atendidos em um projeto de trauma dental em um período de 6 anos. Rev. bras. Odontol. 2013; 70(1):3-7.

Traebert J, Marcon K, Lacerda J. Prevalência de traumatismo dentário e fatores associados em escolares do município de Palhoça (SC). Ciênc. saúde coletiva 2010; 15(1): 1849-55.

Oliveira, MJL, Dias, VO, Santos KKF, Rodrigues QF, Paiva ER, Martins RC. Análise do Conhecimento dos Pais/ Responsáveis pelas Crianças Atendidas na Clínica Infantil da Unimontes sobre Traumatismos Dentários. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr. 2013; 13(2) :89-96.

SB Brasil 2010: Pesquisa Nacional de Saúde Bucal: resultados principais/Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 116 p.

Fracasso MLC, Santin GC, Terra GMO, Martioli G, Provenzano MGA, Camilo A, Maciel SM. Injúrias dentárias em dentes decíduos: estudo longitudinal. Saúde e Pesquisa 2016; 9(3): 461-71.

Oliveira MJL, Dias VO, Santos KKF, Rodrigues QF, Paiva ER, Martins RC. Análise do Conhecimento dos Pais/ Responsáveis pelas Crianças Atendidas na Clínica Infantil da Unimontes sobre Traumatismos Dentários. Pesq. Bras. Odontoped. Clin. Integr. 2013; 13(2): 189-96.

Vieira EM, Cangussu MCT, Vianna MIP, Cabral MBB, Roque RN, Dos Anjos ES. Prevalência, gravidade e fatores associados ao traumatismo dentário em escolares de 12 e 15-19 anos de idade em Salvador, Bahia. Rev. Saúde Col. UEFS 2017; 7(1):51-57.

Rodrigues AS, Castilho T, Antunes LAA, Antunes LS. Perfil Epidemiológico dos Traumatismos Dentários em Crianças e Adolescentes no Brasil. UNOPAR Cient., Ciênc. Biol. Saúde 2015; 17(4): 267-78.

Haliti F, Juric H. The Relationship Between Dental Trauma, Anxiety and Aggression Behavior in 7 to14 Year old Children in Kosovo. Act stomatal Croat 2017;51(1):3-12.

Elkarmi RF, Hamdan MA, Rajab LD, Abu-Ghazaleh SB, Sonbol HN. Prevalence of traumatic dental injuries and associated factors among preschool children in Amman, Jordan. Dent Traumatol 2015; 31: 487-492.

Skaricic J, Vuletic M, Hrvatin S, Jelicic J, Bagic IC, Juric H. Prevalence type and etiology of dental and soft tissue injuries in children in Croatia. Acta Clin Croat 2016; 55: 209-16.

Maeda Y, Kumamoto D, Yagi K, Ikebe K. Effectiveness and fabrication of mouthguards. Dent Traumatol 2009; 25: 556–64.

Poblete FAO, Noritomi PY, Coto NP, Almeida AS, Homem MGN. Análise por meio do método dos elementos finitos de um protetor bucal para atividades esportivas. RPG Rev. Pós Grad. 2012; 19(4): 159-64.

Eslamipour F, Iranmanesh P, Farahani AB. Cross-sectional Study of Dental Trauma and Associated Factors Among 9- to 14-year-old Schoolchildren in Isfahan, Iran. Oral HP revent Dent 2016; 14(5): 451-58.

Campo V, Lenzi MM, Marçal SLM, Andrade MRTC, Marsillac MWS. Traumatismo nos dentes decíduos anteriores: Estudo retrospectivo do Projeto de Extensão em Traumatologia Dentária da Faculdade de Odontologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Interagir: pensando a extensão 2016; 22: 46-60.

Viegas CMS, Godoi PFS, Ramos ML, Zarzar PMPA. Traumatismo na dentição decídua: prevalência, fatores etiológicos e predisponentes. Arq. Odontol. 2006; 42(4): 257-336.

Sanchez TB, Avila OT, Segueo MS, Gil LP. Traumatismo dentário em niños y adolescentes. CCM 2016; 20(4): 741-56.

Paiva PCP, Paiva HN, Oliveira PM, Côrtes MIS. Prevalence and risk factors associated with traumatic dental injury among 12 years old schoolchildren in monte claros, MG, Brazil. Ciênc. saúde coletiva 2015; 20(4): 1225-33.

Fujeri MLV, Fujeri JAJ, Bezerra ACB, Cortes MIS, Costa ED. Socio-economic indicators and predisposing factores associated with traumatic dental injuries in schoolchildren at Brasilia, Brazil: a cross-sectional, population-based study. BMC Oral Health 2014; 14(91): 2-7.

Prado M, Gomes BPFA, Teles EL, Araújo MCP, Gusman HC. Fratura coronorradicular: uma abordagem multidisciplinar. Rev. Odontol. UNESP. 2012; 41(5): 360-4.

Barros JL. Protetores Bucais e sua Prevenção Nos Traumatismos Dentais Durante a Prática Esportiva. [Monografia]. Faculdade de Odontologia da UFMG. Belo Horizonte; 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.13102/rscdauefs.v9i0.4352

Apontamentos

  • Não há apontamentos.