Terapia Comunitária Integrativa como estratégia de promoção da saúde nas universidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.13102/rscdauefs.v11i1.6611

Palavras-chave:

Terapias Complementares, Saúde Mental, Universidade, Promoção da Saúde.

Resumo

Objetivo: Verificar a atuação da Terapia Comunitária Integrativa como estratégia de promoção da saúde no âmbito universitário. Método: Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, realizada em dezembro de 2020. Teve como critérios de inclusão artigos em inglês, espanhol ou português, publicados nos últimos dez anos, disponíveis na íntegra, que contemplassem o tema proposto para esta pesquisa e estivessem publicados nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), do Portal de Periódicos CAPES e da Scientific Literature (SCILIT). Resultados: Foram encontrados 398 artigos, dos quais 18 foram selecionados para este estudo. Instituições de ensino superior brasileiras e estrangeiras implantaram e implementaram as rodas de Terapia Comunitária como espaços de acolhimento, escuta ativa, criação de vínculos, bem como de promoção da saúde e promoção da saúde mental de seus estudantes universitários. Conclusão: Constatou-se que a Terapia Comunitária Integrativa é uma potente ferramenta de promoção da saúde e, nos últimos cinco anos, essa prática tem se fortalecido nas universidades.

 

ABSTRACT

Objective: To verify the performance of Integrative Community Therapy as a health promotion strategy at the university level. Method: This is an integrative literature review, carried out in December 2020 and had as inclusion criteria articles in English, Spanish or Portuguese, published in the last ten years, available in full, that contemplated the theme proposed for this research and published in the databases of the Virtual Health Library (VHL), the CAPES Journal Portal and Scientific Literature (SCILIT). Results: It was found 398 articles, of which 18 were selected for this study. Brazilian and foreign higher education institutions implanted and implemented the Community Therapy circles as spaces for welcoming, active listening, creating bonds, as well as promoting health and promoting the mental health of their university students. Conclusion: Integrative Community Therapy is a powerful tool for health promotion and in the last five years this practice has been strengthened in universities. Keywords: Complementary Therapies; Mental health; University; Health promotion.

 

RESUMEN

Objetivo: Verificar la integración de la Terapia Integrativa Comunitaria como estrategia de promoción de la salud en el ámbito universitario. Método: Se trata de una revisión integradora de la literatura, realizada en diciembre de 2020. Sus criterios de inclusión son artículos en inglés, español o portugués, publicados en los últimos diez años, que se encuentran disponibles en su totalidad, incluyen el tema propuesto para esta investigación y están publicados en las bases de datos de la Biblioteca Virtual en Salud (BVS), el Portal de la Revista CAPES y Literatura Científica (SCILIT). Resultados: Se encontraron 398 artículos, de los cuales 18 fueron seleccionados para este estudio. Las Instituciones de Educación Superior brasileñas y extranjeras implantan e implementan Ruedas de Terapia Comunitaria como espacios de acogida, escuelas activas, creando vínculos, además de promover la salud y promover la salud mental de sus estudiantes. Conclusión: Sé que la Terapia Integrativa Comunitaria es una poderosa herramienta para la promoción de la salud y, en los últimos cinco años, esta práctica se ha fortalecido en las universidades.

Palabras clave: Terapias complementarias; Salud mental; Universidad; Promoción de la salud.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Roberto Nascimento de Albuquerque, Centro Universitário de Brasília - CEUB

Enfermeiro. Mestre e Doutor em Enfermagem (Universidade de Brasília). Professor Adjunto do Centro Universitário de Brasília - CEUB.

Referências

Gonçalves AM, Sequeira C, Duarte JC, Freitas PP. Ideação suicida em estudantes de ensino superior politécnico: influência de algumas variáveis sociodemográficas, acadêmicas e comportamentais. Millennium 2014; 48(30): 191-203.

Papalia DE, Olds SW. Desenvolvimento Humano. Porto Alegre: AMGH; 2013.

Padovani RDC, Neufeld CB, Maltoni J, Barbosa LNF, Souza WF, Cavalcanti HAF, Lameu JN. Vulnerabilidade e bem-estar psicológicos do estudante universitário. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas 2014; 10(1): 2-10.

Pereira FLR, Medeiros SP, Salgado RGF, Castro JNA, Oliveira AMN. Manifestações de ansiedade vivenciadas por estudantes de enfermagem. J. Res: Fundam. care 2019; 11(4): 880-6.

Santos RM. Perfil de ansiedade em estudantes universitários de cursos da área da saúde. Campina Grande; 2014. [Mestrado Dissertação - Universidade Estadual da Paraíba]. [acesso em 3 mar 2021]. Disponível em: http://tede.bc.uepb.edu.br/jspui/bitstream/tede/2269/2/PDF%20-%20R%C3%B4mulo%20Moreira%20dos%20Santos.pdf

Vasconcelos TC, Dias BRT, Andrade LR, Melo GF, Barbosa L, Souza E. Prevalência de Sintomas de Ansiedade e Depressão em Estudantes de Medicina. Rev. Bras. Educ. Med. 2014; 39(1): 135-142.

Fernandes MA, Vieira FER, Avelino FVSD, Santos JDM. Prevalência de sintomas ansiosos e depressivos em universitários de uma instituição pública. Rev. Bras. Enferm. 2018; 71(Supl. 5): 2169-2175.

Barreto AP. Terapia Comunitária: passo a passo. Fortaleza: Gráfica LCR; 2019.

Carvalho MAP, Romero ROG, Ferreira Filha MO. Terapia comunitária no centro de apoio psicossocial: concepções dos acadêmicos de enfermagem. Rev. Enferm. UFPE on line 2013; 7(6): 4389-94.

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 849, de 27 de março de 2017. Inclui a Arteterapia, Ayurveda, Biodança, Dança Circular, Meditação, Musicoterapia, Naturopatia, Osteopatia, Quiropraxia, Reflexoterapia, Reiki, Shantala, Terapia Comunitária Integrativa e Yoga à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. Diário Oficial União, 28 Mar 2017. Seção 1:68. [acesso em 3 mar 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt0849_28_03_2017.html

Cezário PFO, Araújo LL, Pereira TLB, Teixeira OFB, Abrandes AWB, et al. Integrative Community Therapy and its Benefits for Primary Care: an integrative review. Int Arch Med 2015; 8(267): 1-9.

Freire P. Paulo Freire ao Vivo. São Paulo: Loyola; 1983.

Braga LAV, Dias MD, Ferreira Filha MO, Moraes MN, Arauna MHM, Rocha IA. Terapia comunitária e resiliência: história de mulheres. Rev. Pesqui. (Univ Fed Estado Rio J) 2013;5(1).

Reis MLA. Quando me encontrei voei: o significado da capacitação em Terapia Comunitária Integrativa. Porto Alegre: CAIFCOM Editora; 2017.

Ferreira Filha MO, Dias MD, Andrade FB, Lima EAR, Ribeiro FF, Silva MSS. A terapia comunitária como estratégia de promoção à saúde mental: o caminho para o empoderamento. Rev. Eletr. Enf. 2009; 11(4): 964-970.

Coriolano-Marinus MWL, Queiroga BAM, Ruiz-Moreno L, Lima LS. Comunicação nas práticas em saúde: revisão integrativa da literatura. Saúde Soc. 2014; 23(4): 1356-69.

Valerio RG, Virgilio V, Moreno N, Torres CM. Herramientas pedagógicas innovadoras em el Recinto “Uránias Montás”, San Juan de la Maguana, República Dominicana. International Journal of New Education 2020; 3(1): 99-115.

Boaretto JP, Silva MZ, Martins EAP. Ansiedade e depressão na universidade: contribuições da terapia comunitária integrativa. Temas em Educ. e Saúde 2020; 16(esp 1): 296-310.

Otaviano D, Otaviano JV, Otaviano J, Oliveira N. Terapia Comunitária Integrativa: uma prática mobilizadora de autocuidado e educação emocional e saúde integral para estudantes do curso de Medicina. Temas em Educ. e Saúde 2020; 16(esp 1): 422-31.

Ramos SCS, Carneiro ALB, Melo MNA. Conexão Terapia Comunitária Integrativa (TCI) e Saúde Mental. Revista Interdisciplinar em Saúde 2020; 7(1): 1505-15.

Leite LRB, Palos CMC. Do centro-oeste brasileiro ao norte português: experiência(s) com a Terapia Comunitária Integrativa. Temas em Educ. e Saúde 2020; 16(esp 1): 286-95.

Valero RG, Méric OGA, Olivencia JJL. Análise discursiva das apreciações das rodas vinculantes no contexto universitário latino-americano. Temas em Educ. e Saúde 2020; 16(esp 1): 239-55.

Carneiro ALB, Ramos SCS, Ribeiro RM, Melo CMB, Melo MNA, Aguiar PKF, et al. Integrative Community Therapy in Times of Pandemic: meetings, enchantments, interactions, experiences and sharing which transcend the screens. Res., Soc. Dev. 2020; 9(11): 1-42.

Leite LRB, Palos CMC, Ribeiro RLR, Rodrigues KSLF, Mata MAP. Projeto Laços: promoção de saúde mental com a Terapia Comunitária Integrativa – Relato de Experiência. AdolesCiência – Revista Júnior de Investigação 2019; 6(1): 96-116.

Andrade JV, Araújo DC. O uso da terapia comunitária como estratégia para apoiar estudantes. Vivências 2019; 15(28): 165-70.

Moura AS, Alves MRL, Machado DM, Farias LMR, Miranda MAL. O estudante de graduação e a vivência em rodas de Terapia Comunitária. Com. Ciências Saúde 2019; 29(04): 1-10.

Ledezma CZ, Vargas SD. La Terapia Comunitaria Integrativa Sistémica: experiencias socio-comunitarias y aprendizajes de su aplicación em Ecuador, Argentina y Chile. Trenzar 2018; (1): 1-17.

Valerio de May RG, Angel Méric OG, Souza EP, Campaña E. Impacto das rodas no contexto universitário e comunitário. Temas em Educ. e Saúde 2017; 13(2): 335-47.

May RGV, López E, Pereira E, Campaña E, Soria S, May T. Ruedas vinculantes como espacio de inclusión en el contexto universitario: la experiencia de la Universidad Estatal Amazónica, Puyo, Pastaza, Ecuador. Temas em Educ. e Saúde 2016; 12(1): 97-107.

Prestrelo ET, Araujo ES, Moares M, Marques L. Ouvir é como a chuva: o apoio psicológico como parte da formação em psicologia. Pesqui. Prát. Psicossociais 2016; 11(1): 86-99.

Jesus IS, Sena ELS, Souza LS, Pereira LC, Santos VTC. Vivências de estudantes de graduação em enfermagem com a ansiedade. Rev. Enferm. UFPE on line 2015; 9(1): 149-57.

Nunes PC, Saraiva AM, Moura SG, Silva PMC, Correio MOFF, Correio STTB. Coração de estudante: a terapia comunitária integrativa no contexto universitário. J. Res: Fundam. Care on line 2015; 7(3): 2919- 29.

Silva GT, Costa ALRC, Buzeli CP, Maruyama SA, Ribeiro RLR. Significados da participação em roda de Terapia Comunitária para os estudantes de uma universidade pública. Cienc. Cuid. Saúde 2013; 11(3): 445-53.

Buzeli CP, Costa ALRC, Ribeiro RLR. Promoção da Saúde de Estudantes Universitários: contribuições da Terapia Comunitária. Rev. Gestão & Saúde 2012; 3(1): 332-34.

Downloads

Publicado

2021-06-03

Como Citar

Albuquerque, R. N. de. (2021). Terapia Comunitária Integrativa como estratégia de promoção da saúde nas universidades. Revista De Saúde Coletiva Da UEFS, 11(1), e–6611. https://doi.org/10.13102/rscdauefs.v11i1.6611

Edição

Seção

Revisão
Share |