ISOLAMENTO DE LEVEDURAS PROVENIENTES DA POLPA DE SIRIGUELA (SPONDIAS PURPUREA) E PURIFICAÇÃO E ANÁLISE DOS COMPOSTOS GERADOS DURANTE O PROCESSO FERMENTATIVO

Joelma Oliveira Souza

Resumo


A realização de melhorias no desenvolvimento de cervejas e vinhos pelo processo descontínuo utilizando como adjunto frutas do semiárido baiano vêm sendo avaliada há alguns anos com vistas à descoberta de novos produtos e processos. Desde o desenvolvimento de modelos computacionais em ambiente MatLab destinados à modelagem e otimização de processos biotecnológicos de inativação viral, secagem e cinética enzimática (Bispo et al., 2012. 2013a, 2014, 2015), nosso grupo tem voltado a atenção aos processos fermentativos, visto que, uma das mais importantes linhas de investigação cervejeira da região nordeste encontra-se hoje no NÚCLEO DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIAS DE FERMENTAÇÃO da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS-Bahia). Neste contexto, a presente proposta visa obter condições para compor um setor de modelagem matemático-estatístico capaz de aperfeiçoar as condições de produção e ao mesmo tempo diversificar a gama de produtos fermentados provenientes de frutos climatéricos das regiões norte e nordeste. O intuito desta pesquisa foi, portanto, a geração de novas patentes de produtos e processos aliadas à geração e registro de softwares de caracterização e controle. Neste contexto, a presente pesquisa objetivou-se obter o isolamento e purificação de leveduras presentes em frutos climatérios, neste caso, foram purificadas e testadas do ponto de vista fermentativo as leveduras presentes na polpa de Siriguela (Spondias purpurea).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.