SIMULAÇÃO HIDRODINÂMICA DE INUNDAÇÕES EM CANAIS DE ESCOAMENTO NATURAL NO SEMIÁRIDO BAIANO

Itamara dos Santos Rocha

Resumo


Nos moldes atuais da sociedade, é inquestionável a importância da regularização de vazões dos cursos d’água, pelas suas utilidades para variados setores. Isto se aplica ao abastecimento de água às populações, às indústrias, aos aproveitamentos hidroelétricos, aos sistemas de irrigação e navegação, e para todos aqueles empreendimentos nos quais uma certa vazão disponível em qualquer época do ano interesse fundamentalmente (GARCEZ, 1962). Para atender a estas demandas de regularização de vazões, são utilizadas as barragens, estas levantadas sempre que os objetivos são a criação de um reservatório, uma carga hidráulica ou uma superfície de água (VISCHER; HAGER, 1997).
Barragens são estruturas construídas em cursos de água com a função de represar a água para abastecimento (consumo humano), ou geração de energia elétrica, controle de cheias, irrigação e lazer. Embora tantos benefícios, a mesma traz diversos problemas ambientais tais como redução do mineral transportado e risco de rompimento. O HEC-RAS surge como um potencial modelo hidrológico capaz de modelar o rompimento de barragem em integração com o Sistema de Informação Geográfica. O Conhecimento sobre o comportamento de uma onda de cheia provocado pelo rompimento de barragem é de suma importância para a sociedade.
A construção de um barramento alterara o fluxo de transporte de sedimentos, a dinâmica natural das descargas, e o regime hidrológico. Para compreensão adequada da hidrodinâmica do fluxo, este estudo avaliará, por meio de um Sistema de Informação Geográfica (SIG), a inundação e propagação da onda de cheia proveniente do rompimento hipotético de uma barragem, através da simulação hidrodinâmica unidimensional e bidimensional.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.