CONSCIÊNCIA FONOLÓGICA EM SUJEITOS DE BAIXA RENDA, PROCEDENTES DE SALVADOR, NA FAIXA ETÁRIA DE SETE ANOS

Rhillary Lopes Vieira

Resumo


Nesta pesquisa, o objetivo geral é traçar o perfil linguístico de crianças de sete anos em tarefas de consciência fonológica e os objetivos específicos são analisar o desempenho de crianças na faixa etária de sete anos em tarefas de consciência fonológica nos níveis da sílaba e do fonema; identificar possíveis estratégias linguísticas utilizadas pelas crianças e elaborar uma escala dos graus de dificuldades das tarefas executadas.
A consciência fonológica representa a capacidade que o indivíduo possui de refletir e manipular as unidades fonológicas da língua (sílabas, unidades intrassilábicas e fonemas) conscientemente (COSTAS, 2012). A literatura especializada faz muita referência à relação da consciência fonológica com aquisição da leitura e escrita, bem como à importância da utilização de atividades de consciência fonológica nesse processo (NUNES et alii, 2009).
Além disso, estudos fazem referência ao impacto de variáveis para o desenvolvimento da consciência fonológica, como o fator socioeconômico (Adams et alii, 2006). Nesse sentido, aponta-se que quanto mais desfavorecido o nível socioeconômico, menos desenvolvida a consciência fonológica.
Dessa forma, é importante que estudos como este sejam desenvolvidos, possibilitando, assim, que professores conheçam mais sobre o tema, pois isso os ajudará a identificar possíveis dificuldades dos seus alunos no processo de aquisição da lectoescrita.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.