CARTOGRAFIA ESCOLAR: DO LIVRO DIDÁTICO À EDUCAÇÃO CARTOGRÁFICA

Rafaela Santos Gonçalves

Resumo


Com a intensificação das mudanças nas últimas décadas do século XX, a geografia, enquanto
disciplina escolar, repensa seu papel criando novos conteúdos e métodos e/ou atualizando os
já existentes. O final da década de 1970, período marcado por mudanças positivas no cenário
da pesquisa e ensino em geografia deu início a uma série de questionamentos em torno do
ensino da cartografia e sua inserção no espaço escolar.
É preciso conhecer as dificuldades encontradas pelos alunos na aprendizagem da linguagem
cartográfica trabalhada na disciplina de Geografia das escolas de Feira de Santana. Nossa
referência teórica para a análise será a alfabetização cartográfica (Simielli:1999) que trabalha
a partir do desenvolvimento de competências e habilidades para se formar um “mapeador
consciente” e como a cartografia aparece nos livros didáticos.
O objetivo central de nossa proposta foi investigar como os conteúdos cartográficos se
apresentam no livro de didático (concepção, conceitos e estratégias de trabalho) e a possível
contribuição desses materiais para o desenvolvimento de competências e habilidades
propostas pela alfabetização cartográfica.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.