OS LUGARES FORMAIS DE CULTURA E LAZER DO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA – BA

Willian Falcão Lopes

Resumo


Ser professor no atual cenário de desigualdades sociais e econômicas em que se encontra o Brasil perpassa atualmente por diversas problemáticas e uma delas é o entendimento do processo de globalização, ao qual junto ao modelo econômico capitalista, neoliberal, transcorrem uma ideia de que o mundo está globalizado/homogêneo, esquecendo-se de que esse é um processo desigual e combinado, que muitas vezes é propagado como fábula. (SANTOS, 2000).
É diante desse contexto que, muitos dos professores de Geografia, movidos pela própria mercadorização da educação, desenvolvem práticas uniformes, prontas e acabadas, esquecendo-se de que o aluno é um sujeito ativo nas relações de ensinoaprendizagem e que o mesmo é dotado de vivências e culturas, e que estas últimas devem ser trabalhadas para uma aprendizagem mais significativa e contextualizada dos conteúdos geográficos.
Diante disso, o seguinte trabalho teve por objetivo geral identificar e analisar os lugares formais de cultura e lazer do município de Feira de Santana - BA. Já como objetivos específicos identificar os lugares formais de cultura e lazer do município de Feira de Santana; desconstruir a ideia de que no município de Feira de Santana inexiste lugares de cultura e lazer; identificar e analisar o perfil socioeconômico e etário dos visitantes dos lugares pesquisados; mapear os lugares formais de produção de cultura e lazer do presente município; compreender os significados dos lugares formais de cultura e lazer para a população feirense.
Dentre os principais motivos para realização dessa investigação estão: o objetivo do projeto “Lugar, formação docente e elaboração de material didático-pedagógico sobre Feira de Santana/BA” e a necessidade de aprofundamento e continuidade de minha investigação de Iniciação Científica, anterior, bolsa Fapesb 2013, intitulada “As aulas dos estagiários de Geografia da UEFS: concepções e práticas”.
Atualmente o projeto “lugar” vive um momento de identificação de alguns dos aspectos físicos e sociais do município de Feira de Santana - BA. Diante disso, de acordo com o objetivo específico desse projeto “elaborar materiais didático-pedagógicos e atividades que sirvam de apoio para o estudo do lugar Feira de Santana nas escolas” foi pensada a seguinte questão de pesquisa: Quais são os lugares formais de produção de cultura e lazer do município de Feira de Santana – BA? Quais os significados desses lugares para a população feirense? A partir desse estudo, posteriormente visa-se, em extensão, o desenvolvimento de materiais didáticos-pedagógicos sobre essa temática.
Em investigação anterior, (LOPES E BRAGA, 2014) identificou-se que mesmo sendo bastante discutido na universidade pelos professores da subárea de educação a importância do trabalho com os saberes culturais e vivencias dos estudantes, na prática os estagiários continuam a dar aula e a transmitir os conteúdos dos livros didáticos ou de outras fontes. Diante disso, essa investigação possibilitará o reconhecimento dos lugares formais de cultura e lazer desse município, para o possível trabalho com essas informações em sala de aula com os estudantes. Além de auxiliar na desconstrução da ideia de que no município de Feira de Santana inexiste esses lugares.
Essa investigação foi um estudo de caso com os frequentadores dos lugares formais, lugares de produção e de construção de relações de identidade e de afetividades que são reconhecidos de maneira geral pela comunidade local, pelos sujeitos do município de Feira de Santana, como pontos específicos para o desenvolvimento de atividades de cultura e lazer.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.