A EXPRESSÃO DO INDIVIDUALISMO, DO COLETIVISMO E DO COMUNITÁRIO NA OBRA JUBIABÁ(JORGE AMADO).

Leila Barros dos Santos Silva

Resumo


Este Resumo faz parte do projeto de pesquisa: Assim caminha a humanidade? Revisitando utopias; do individualismo; do coletivismo e do comunitário, que investiga o individual, coletivo comunitário na obra do escritor Baiano Jorge Amado, participando da construção do sujeito pós-moderno. A pesquisa aborda as temáticas dos valores individuais, coletivos e comunitários na sociedade brasileira. Este estudo tem como base a obra jubiabá (1935) do escritor Jorge Amado, que conta de forma séria a expressão do individual, do coletivismo e do comunitário, na trajetória do protagonista Antônio Balduíno, o primeiro herói negro da literatura brasileiro. O Autor-narrador assume, durante o desenvolvimento narrativo, uma feição revolucionária, ao passar da rebeldia para quando chefiava as quadrinhas de um grupo de molecotes que vagabundavam pelo Morro, retratando a vida em comunidade e o coletivo. Ainda assim, se tornou o homem livre que rejeita todas as profissões e prova diversas experiências de vida chegando a ser líder grevista.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.