EDIÇÃO E ESTUDO GRAFEMÁTICO DE UM PROCESSO CRIME DE ESTUPRO DO INÍCIO DO SÉCULO XX

Claudice Ferreira Santos

Resumo


A Filologia é a ciência que “resgata” documentos manuscritos de épocas pretéritas e que tem a função essencial de comentar, fixar e estabelecer fidedignamente um texto. Como afere Queiroz (2007, p. 31), “[...] a preservação de toda a documentação manuscrita é a chave para a construção de uma identidade sócio histórico-cultural”. Assim, os manuscritos são fontes diretas de informações para o estudo linguístico, histórico, filológico, dentre outros.
Para Spina (1977, p. 75), os objetivos da Filologia variam de acordo com a época, lugares e autores que a praticam, mas ela sempre teve seu campo de atuação bem delimitado, cujo objeto de estudo está:
[...] no texto, para explicá-lo, restituí-lo à sua genuinidade e prepará-lo para ser publicado. A explicação do texto, tornando-o inteligível em toda a sua extensão e em todos os seus pormenores, apela evidentemente para as disciplinas auxiliares (a literatura, a métrica, a mitologia, a história, a gramática, a geografia, a arqueologia etc. [...] Esse conjunto de conhecimentos complicados, dando a impressão de verdadeira cultura enciclopédica de quem os pratica, constitui o caráter erudito da filologia.
Isso tem sido evidenciado através dos projetos de pesquisa, que resgatam filologicamente esses documentos a partir de sua edição, a qual proporciona, ao público, o acesso a esses documentos sem precisar, necessariamente, manusear o original, evitando assim a sua degradação.
Durante o desenvolvimento desta pesquisa, foram realizadas as edições fac-similar e semidiplomática de um documento do início do século XX. Assim, estudar documentos manuscritos de épocas pretéritas, especificamente um processo crime de estupro do início do século XX, o qual pertence ao CEDOC – Centro de Documentação e Pesquisa, localizado na UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana é de suma importância para os estudos na áreas de Filologia, Linguística, dentre outras. No entanto, objetivamos, neste presente trabalho, apresentar as edições fac-similar, semidiplomática e a análise das variações grafemáticas, encontradas no processo crime de estupro supracitado, visto que a edição do documento, já concluída, permitiu a identificação de tais variações grafemáticas. Portanto, a partir do levantamento dos dados, a análise da variação grafemática demonstrou diferentes ocorrências, as quais serão apresentadas a seguir.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.