A relação dos Engenheiros brasileiros com o Governo Imperial nas obras da CMRSF

Fernanda de Jesus Novais

Resumo


No século XIX muitos engenheiros foram contratados para pôr em prática os
empreendimentos ligados à modernização de portos, estradas e urbanísticas. Segundo
Coelho (1999), a formação dos engenheiros estava voltada para as construções de
ferrovias e obras de engenharia civil e arquitetônica, resultantes da demanda dos
transportes férreos impulsionados pela cultura cafeeira e do adensamento demográfico
nos grandes centros, gerando a necessidade de obras de infra-estrutura. Outro aspecto
relevante estava na absorção desses profissionais pela burocracia imperial, sendo esta
uma das principais fontes empregadoras da época.
Para atender essa demanda de reformas foram organizadas comissões, uma delas
foi a Comissão de Melhoramento do Rio São Francisco (CMRSF). A Comissão de
Melhoramento do Rio São Francisco (CMRSF) foi criada em 1883 para executar
melhoramentos no rio com objetivo de facilitar a navegação. Os melhoramentos do
sistema de navegação fluvial, aliado ao ferroviário e portuário, fariam parte da
necessidade do Governo criar vias de locomoção para o transporte de mercadorias e
pessoas.
O presente resumo apresenta a relação dos engenheiros brasileiros com o
Governo Imperial, no intuito de perceber a função dos engenheiros nas obras da
CMRSF e como os trabalhos dos engenheiros eram reconhecidos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.