ALOCAÇÃO DE PÓLOS ROBUSTA EM UM SISTEMA DE SECAGEM DE MADEIRA

Allen Hichard Marques dos Santos

Resumo


Na grande maioria das empresas com seguimento em secagem de madeira, o processo de secagem ainda é a céu aberto, produzindo manchas e outros problemas que reduzem o valor comercial das peças (Fernandes et al., 2006). Nessas condições, as indústrias madeireiras investem cada vez mais em processos de secagem forçados via estufa de aquecimento (Carvalho et al., 2015).
O controlador PI pode otimizar o processo de secagem tornando-o eficiente, corrigindo o erro de regime estacionário da saída, além de adequar o processo a atender os requisitos de projeto especificado pelo projetista para a saída, como: sobressinal; erro de regime permanente; tempo de acomodação. O controle ineficiente da temperatura pode acarretar em perda de rendimento do processo, produto final de baixa qualidade, gastos excessivos, ou até mesmo perda total do produto por carbonização.
Este trabalho tem o objetivo de fazer o projeto de controladores que proporcionem um bom desempenho para o sistema de secagem de madeira utilizando análise intervalar modal (Sainz et al, 2014) para representar as incertezas nos parâmetros, nas especificações e no cálculo dos ganhos dos controladores, tornando-os robustos.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.