PÉ DIABÉTICO: FATORES DE RISCO E IMPORTÂNCIA DO USO DE CALÇADOS APROPRIADOS COMO MEDIDA PREVENTIVA

Aline da Silva Santos

Resumo


O Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome de etiologia múltipla, decorrente da
secreção deficiente de insulina e/ou resistência à sua ação, isto é, da incapacidade da insulina
de exercer seus efeitos adequadamente. Caracteriza–se por níveis de glicose plasmática
elevados de forma crônica e distúrbios do metabolismo de carboidratos, lipídeos e proteínas
(HALL, 2011).
O DM pode determinar o aparecimento de alterações sistêmicas do tipo microvascular,
sendo uma das principais o Pé Diabético (PD) (CAIFA, 2011). O PD caracteriza-se pela
presença de lesões nos pés decorrentes de neuropatias periféricas (90% dos casos), doença
vascular periférica, dermatoses e deformidades, representando uma parcela significativa de
internações hospitalares prolongadas, portanto condição deelevada morbidade e mortalidade.
(SBD, 2016).
A educação do paciente, da família, profissionais de saúde como agentes comunitários
de saúde sobre os cuidados gerais com os pés, corte adequado e cuidados com as unhas,
cuidados para evitar infecções, uso de calçados adequados, higiene diária com cuidado
especial ao secar a umidade entre os dedos, inspeção diária dos pés e dos sapatos, proibição
do uso de calicidas e raspadores ou lâminas nos calos pelos pacientes, são medidas
fundamentais para prevenção desta comorbidade do DM (CAIFA, 2011).
Observa-se que grande parte dos indivíduos que desenvolvem PD apresentam fatores
de risco preveníveis e, a falta de conhecimento sobre os cuidados gerais com o pé representa
fator decisivo para o aumento da sua prevalência e morbidade. Assim, estudos que visam
identificar o grau de educação dos portadores de DM com relação aos cuidados com os seus
pés são de extrema importância, para que estratégias sejam criadas com a finalidade de
prevenção desta condição.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i21.2495

Apontamentos

  • Não há apontamentos.