MAPEAMENTO DIGITAL DE SOLOS: A PREDIÇÃO DA OCORRÊNCIA DO NEOSSOLO QUARTZARÊNICO NOS MUNICÍPIOS DE CANUDOS E JEREMOABO – BAHIA

Anderson de Jesus Pereira

Resumo


Os solos constituem elementos indispensáveis para a ocorrência da vida na Terra e sua qualidade determina, de forma significativa, a natureza dos ecossistemas das plantas e a capacidade da Terra em sustentar a vida animal e dos seres humanos. À medida que alteramos as características superficiais da terra, menos contato direto temos com o solo, e perdemos de vista o quanto dependemos dele para nossa sobrevivência e desenvolvimento (BRADY& WEIL, 2013).

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

AB’SABER, A. 1977. N. Problemática da desertificação e da savanização no Brasil intertropical. Geomorfologia. São Paulo, 53: 1-19.

BRADY, N. C.; WEIL, R. R. 2013. Elementos da natureza e propriedades dos olhos. 3. ed. Porto Alegre, Bookman.

HARE, F. K. et al. 1992. Desertificação: causas e consequências. Lisboa, Calouste Gulbenkian.

KOSMAS, C.; YASSOGLOU, N.; KOUNALAKI, A.; KAIRIS, O. 2010. Abandono da Terra. Land Care in Desertification Affected Areas. 4: 1-13.

LOBÃO, J. S. B.; SILVA, B. C. N. 2013. Análise socioambiental na região semiárida da Bahia: geoprocessamento como subsídio ao ordenamento territorial. Feira de Santana, UEFS Editora.

NOLASCO-CARVALHO, C. C.; FRANCA-ROFHA. W. S.; UCHOA, J. M. 2009. Mapa digital de solos: uma proposta metodológica usando inferência fuzzy. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, 13 (1): 46–55.

NOLASCO-CARVALHO, C. C. Inferência fuzzy para predição de classes de solo em áreas de assentamentos na microrregião da Mata Alagoana. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Tese. OLIVEIRA JUNIOR, I. 2014. O processo de desertificação: a vulnerabilidade e a degradação ambiental no polo regional de Jeremoabo – Bahia. Universidade Federal da Bahia, Salvador, Dissertação.

SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOREFERENCIADAS – SIG-BAHIA 2003. Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos – SIRH. Salvador, Superintendência de Recursos Hídricos.

UNCCD. 1997. Convenção das Nações Unidas de combate à desertificação nos países afetados por seca grave e/ou desertificação, particularmente na África. Brasília, DF, Ministério do Meio Ambiente.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.