APLICAÇÃO DE INDICADORES SOCIOECONÔMICOS NOS TERRITÓRIOS DE IDENTIDADE DO SISAL E SEMIÁRIDO NORDESTE II –BAHIA

Philipe Damasceno Pedreira

Resumo


O estado da Bahia possui contrastes marcantes nos seus aspectos sociais, econômicos, políticos, ambientais e em geral, nos padrões de uso e ocupação. Nota-se que a articulação destes aspectos, produziram ao longo dos tempos, desigualdades sociais em diferentes regiões no estado. Estas desigualdades são perceptíveis, por exemplo, na concentração de riquezas na Região Metropolitana de Salvador, nos municípios de Feira de Santana, Vitória da Conquista, e alguns municípios da região Oeste, enquanto, em grande porção da região do Semiárido, concentram-se com os piores indicadores socioeconômicos (Bahia, 2007).

Texto completo:

PDF

Referências


BAHIA. 2007. Secretaria do Planejamento. Plano Plurianual 2008–2011. Salvador.

_____. 2014. Bahia, 2000-2013. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo.

IBGE. 2013. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Contas Nacionais, número 41. Produto interno bruto dos municípios. Rio de Janeiro.

MATOS, J. 2005. Distribuição de renda: fatores condicionantes e comparações entre regiões metropolitanas pesquisadas pela PED. Porto Alegre: FEE.

NISHI, L. F. 2010. Coeficiente de Gini: uma medida de distribuição de renda. Florianópolis: Universidade do Estado de Santa Catarina.

SOLIGO, V. 2012. Indicadores: conceito e complexidade do mensurar em estudos de fenômenos sociais. Est. Aval. Educ., São Paulo.

TONI JUNIOR, C. N. 2010. Análise do IDH do Brasil, de suas regiões e de outros países: Um enfoque comparativo. 164 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia de Produção, Universidade Federal de São Carlos.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.