INFLUÊNCIA DO HORÁRIO DE COLETA E ESTÁDIO DE DESENVOLVIMENTO FLORAL SOBRE A VIABILIDADE POLÍNICA EM Physalis ixocarpa

Alismário Leite da Silva

Resumo


A Physalis ixocarpa Brot, conhecida popularmente como tomatilho, é uma planta herbácea pertencente a família Solanaceae. Constitui uma hortaliça que tem sido cultivada no México e na América Central desde os tempos pré-colombianos. Seus frutos, denominados no México como tomate 'tomate verde' ou 'de shell '(tomate casca), são utilizados para a preparação de saborosos molhos. No México, esta cultura ocupa cerca de 15 mil ha, com rendimentos 160.000 toneladas por ano (SARH/DGEA, 1984).
Como descrito para o gênero Physalis, a espécie P. ixocarpa apresenta propriedades medicinais. Estudos realizados por Drost Karbowska et al (1993) e Tomassini et al (2000) relatam a presença de alcalóides quaternários, vitaesteróides (fisalinas, ixocarpalactona A), flavonóides e saponinas.
Entretanto, estudos destinados ao conhecimento amplo da espécie são ainda limitados, e para desenvolvimento de um programa de melhoramento, faz-se necessário a realização de análises que possibilitem a produção de sementes viáveis, resultando em formação de plantas com elevados níveis de produtividades. O conhecimento da viabilidade polínica é de extrema importância, para que se possam obter resultados positivos em cruzamentos dirigidos, resultando na formação de gametas normais e balanceados. A elevada instabilidade meiótica, associada às anormalidades genéticas e/ou aberrações cromossômicas, podem resultar na formação de plantas atípicas, macho-estéreis ou incapazes de formar grãos de pólen, o que pode prejudicar a produção de sementes, assim como afetar a polinização (POZZOBON et al, 2011). Estes estudos além de evidenciar a potencialidade reprodutora masculina da espécie, contribui em estudos taxonômicos, ecológicos, palinológicos, fornecendo informações básicas para a aplicação prática na conservação genética, bem como na agricultura, para o planejamento de algum tipo de melhoramento ou cultivo (ALEXANDER, 1980; ARROYO, 1981; GUINET 1989).
Segundo Souza et al. (2002), a viabilidade e a germinabilidade polínica constituem-se fatores importantes para o o sucesso no melhoramento da espécie, levando-se em consideração que cada grão de pólen leva consigo os materiais genéticos resultantes da recombinação, fazendo com que estas plantas transmitam à próxima geração genótipos amplamente diversificados, tamanha a probabilidade de diferentes combinações entre os alelos que ocorrem na meiose.
Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a taxa de fertilidade da planta ao longo do dia, e em diferentes fases de desenvolvimento do botão floral, a fim de determinar o horário e estádio com maior disponibilidade dos grãos de pólen viáveis em Physalis ixocarpa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i20.2968

Apontamentos

  • Não há apontamentos.