PAPO DE HOMEM: RODAS DE CONVERSA SOBRE PRIAPISMO NA DOENÇA FALCIFORME

Kayque Neves da Silva

Resumo


O termo priapismo se refere a ereção persistente, não acompanhada de desejo sexual ou estimulação, que dura mais de 6 horas, envolvendo tipicamente somente o corpo cavernoso do pênis (KEOGHANE et al, 2002). Tais autores acrescentam ainda que essa condição caracteriza uma emergência urológica, visto que a disfunção erétil é uma sequela comum do manejo inapropriado.
O priapismo é uma ocorrência frequente no sexo masculino com anemia falciforme (KATO, 2012). A probabilidade do desenvolvimento do priapismo em homens com DF é de 42 em 100 (BIVALACQUA, 2009).
Essa manifestação fenotípica da DF pode causar impotência persistente, disfunção erétil e problemas na vida sexual dos pacientes, uma vez que os indivíduos afetados temem a ocorrência de um episódio de ereção dolorosa no andamento da atividade sexual normal, que é a causa mais comum de episódios de priapismo após a puberdade do paciente (JESUS, 2009).
Em estudo sobre a experiência do priapismo em homens com DF (RIOS et al, 2013) foi reportado que essa complicação induz a sentimentos de humilhação, vergonha e medo nos cenários de cuidado.
Assim, com base no exposto este estudo buscoudiscutir o priapismo entre os homens com DF, conhecer as ideias, mitos e tabus sobre o priapismo partilhados pelos homens com DF e elaborar material educativo sobre o priapismo e medidas de cuidados.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3852

Apontamentos

  • Não há apontamentos.