EXPERIÊNCIAS DE MATERNIDADE DE MULHERES COM DOENÇA FALCIFORME

Layla Nayara da Silva Santos

Resumo


As doençãs falciformes constituem um grupo de doenças genéticas que tem como
característica comum à presença da hemoglobina S. Essa é uma proteína mutante, cuja
principal característica é a de sofrer polimerização sob-baixas tensões de oxigênio
(ZANETTE, 2007). Consequentemente as pessoas com doença falciforme podem apresentar
uma dificuldade na circulação sanguínea que resultam em isquemia, dor, necrose e
disfunções, bem como danos permanentes aos tecidos e órgãos além da hemólise crônica
(BRASIL, 2006).
Diante a DF os aspectos sexuais e reprodutivos das mulheres são implicados por
complicações da doença e também por temores que circulam nas conversas partilhadas nos
cenários de cuidados, dentre eles o temor de uma gravidez difícil, do aborto e de ter um filho
com a doença (XAVIER; FERREIRA; CARVALHO; ARAÚJO; CORDEIRO, 2013). De
acordo com a literatura, de fato a gravidez é uma situação potencialmente grave para as
mulheres com doença falciforme, assim como para o feto e para o recém-nascido; além de
apresentar um alto risco de aborto espontâneo. Porém a DF não é contra indicação para a
gravidez (BRASIL, 2002), o que requer que os profissionais de saúde e os serviços estejam
preparados para acolher as mulheres com DF que decidem engravidar e respeitar seus direitos.
O enfrentamento do adoecimento traz um impacto não apenas ao corpo biológico,
como também uma repercussão no âmbito psicológico, espiritual e socioeconômico das
mulheres e suas famílias, influenciando também nas decisões reprodutivas destas. Fazendo-se
então necessária conhecer as experiências maternas para o aprimoramento do cuidado com
respeito aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres adoecidas. Diante disso, o presente
estudo parte da seguinte questão: Como as mulheres com doença falciforme experienciam
a materEnmid faudneç?ã o disso, pretende-se por meio desse estudo, contribuir para o cuidado destas
mulheres através da produção de conhecimentos a cerca de como as experiências maternas
são experienciadas pelo adoecido com a DF. Como também, o presente estudo irá fornecer
informações não apenas paras os profissionais de Enfermagem, como toda a equipe
multiprofissional, visando estimular a adoção de atitudes comprometidas com a finalidade de
um cuidado educativo e diferenciado, disseminando o manejo correto com as mulheres com
DF, objetivando a redução da morbidade e mortalidade materno-fetais neste grupo
específicos.
Deste modo, o objetivo geral deste estudo é compreender as experiências de
maternidade de mulheres com doença falciforme. Tendo como objetivos específicos conhecer
as motivações de mulheres com doença falciforme para a escolha da maternidade e identificar
as limitações para o exercício de suas escolhas de maternidade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3860

Apontamentos

  • Não há apontamentos.