TRANSTORNO DE SINTOMAS SOMÁTICOS NA POPULAÇÃO RESIDENTE DA ZONA URBANA DE FEIRA DE SANTANA, BAHIA

Ludmilla Couto da Silva

Resumo


O transtorno de sintomas somáticos caracteriza-se pela ocorrência de sintomas corporais que não apresentam fundamento patológico ou explicações médicas, mas que produzem sofrimento e prejuízo significativos à saúde mental e física do indivíduo (Coelho, Ávila, 2007; Zorzanelli, 2011). Apesar de comumente não se encontrar uma evidência orgânica para a apresentação do sintoma, não se deve de modo algum, minimizar o sofrimento do indivíduo “somatizador” ou a necessidade de conceder ao mesmo auxílio e cuidados terapêuticos (Fonseca et al., 2008). A prevalência de transtorno de sintomas somáticos vem crescendo, consideravelmente, especialmente no contexto da atenção primária, transformando-se em um problema de saúde pública a nível mundial (Tófoli, Andrade, Fortes, 2011; Zorzanelli, 2011). As dificuldades no processo de diagnóstico e o encaminhamento terapêutico resultam em frustrações tanto para os profissionais de saúde, quanto para os pacientes, que acabam recebendo um tratamento inadequado, ocasionando a piora do quadro mórbido (Coelho, Ávila, 2007). O presente estudo teve como objetivo estimar a prevalência de transtorno de sintomas somáticos na população residente da zona urbana de Feira de Santana, Bahia. Esta pesquisa está vinculada ao projeto Caracterização da Saúde Mental de Feira de Santana, Bahia e contempla o objetivo geral deste, que é estimar a prevalência de transtornos mentais em Feira de Santana e seus potenciais fatores de risco associados à sua ocorrência, assim como utiliza as informações populacionais que compõe seu banco de dados.
Caracteriza-se por ser um trabalho de relevância devido à escassez de pesquisas de base populacional que estimem a prevalência desses transtornos e a necessidade de uma melhor compreensão e reconhecimento dessa condição por parte dos profissionais de saúde e das autoridades governamentais. Os resultados poderão contribuir para uma melhor reflexão sobre o tratamento do transtorno de sintomas somáticos e transtornos relacionados, viabilizando o planejamento de projetos de intervenção que viabilizem uma abordagem mais adequada visando a recuperação do paciente e a viabilidade de um acompanhamento psicológico e psiquiátrico.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.13102/semic.v0i22.3869

Apontamentos

  • Não há apontamentos.